BIPO, série infantil nacional de animação, estreia na TV Brasil!

Aos detalhes...

[BIPO, série infantil nacional de animação, estreia na TV Brasil! ]

FOTO: Divulgação Assessoria

Bipo, série infantil nacional de animação, estreia dia 3 de abril na TV Brasil. Bipo conta a saga de uma trupe circense que se aventura em universos fantásticos na tentativa de levar a arte aos confins da terra. A série é uma produção da Studio 10 Filmes e será exibida na TV Brasil.

Na primeira temporada, Bipo Montezuma, o mágico, Bárbara, a mulher barbada, Máximus, o homem mais forte, Zé, o influencer da trupe e Jhonny, o coelho da cartola; navegam pelos ares na caravana/barco/casa/dirigível em direção a São Januário para mais uma apresentação circense. Acontece que a caravana foi sabotada, e com pouco combustível, são forçados a pousar em Literal do Oeste, uma cidade que não entende o conceito de arte. Como o combustível da caravana é processado por meio de aplausos, a trupe não tem outra opção a não ser conquistar os luteranos e transformar a cidade.

A Studio 10 Filmes, com 16 anos atuando no mercado audiovisual, lança Bipo,  sua primeira animação ficcional, e também a primeira série de animação infantil produzida em Brasília, que foi financiada pelo FSA via Prodav. Com direção de Cristiano Vieira, a primeira temporada contará com 20 episódios, realizados em 2D. A produção levou dois anos e contou com uma equipe de aproximadamente 45 profissionais.

Animados com o lançamento de Bipo, a produtora já desenvolve um spin-off, que vai entrar no universo do coelho falante Johnny e a série pré-escolar Shaÿa e o Espelho.

Depois da experiência adquirida com a produção da série de animação Bipo, a Studio 10 formata um curso de animação cut-out para jovens em situação de vulnerabilidade em regiões carentes do Distrito Federal. “Mais de 60% da nossa equipe estava fora do DF. Se o trabalho remoto não fosse uma possibilidade, não conseguiríamos entregar a série. Mas estamos otimistas com a possibilidade de oferecer oportunidades a jovens talentos”, finaliza o diretor.

Sinopse

A bordo de um dirigível que converte aplausos em combustível, Bipo Montezuma e sua trupe viajam o mundo levando a arte do circo, até que chegam em Literal do Oeste, uma cidade extremamente burocrática que não entende o conceito de arte, muito menos de aplausos.

Universo de Bipo

A caravana é uma espécie de dirigível onde a trupe mora, viaja e se apresenta. Ao ser construída séculos atrás, pelo pai de Bipo, o mago Salvador Montezuma, foi equipada com um dispositivo que converte aplausos em combustível, tornando os shows do circo cruciais para sua manutenção.

Quando o combustível acaba, Bipo decide pousar em Literal do Oeste. O que ele não sabia, é que a cidade é liderada por uma inteligência artificial chamada “Instrutora”, que por ser um sistema e não compreender abstrações, controla a cidade a transformou em algo extremamente sistemático, burocrático e repetitivo. As leis desconsideram qualquer manifestação artística ou sentimental.

Ficha técnica:

Criação: JULIET JONES

Direção: CRISTIANO VIEIRA

Direção de arte: RUAN BRUNO

Desenho de personagens: PEDRO HAMDAM

Direção de elenco e voz original: MELISSA GARCIA

Produção musical: SUBMARINO FANTÁSTICO

Elenco: 

NIZO NETO, VICTOR HUGO FERNANDES, SARITO RODRIGUES, DOUGLAS BARBOSA. 

LUCIANA RAMANZINI, JV FIORI, ROBERTO RODRIGUES

Cristiano Vieira - Diretor

Atua há 21 anos como diretor de cena e produtor. É Diretor Artístico da Studio 10 Filmes, produtora que fundou em 2007 em Brasília. Escreveu, produziu e dirigiu o documentário Um Domingo de 53 Horas que estreou em 2017 no Festival de Brasília, Eu Sinto Muito, seu primeiro longa de ficção lançado nos cinemas em outubro de 2019, o suspense  A Cisterna, com Fernanda Vasconcelos e lançado em 2021. Seus últimos trabalhos como diretor e produtor foram a série de animação infantil Bipo, que tem estreia prevista para o primeiro semestre de 2024, e os longas Letícia  e Made in Favela, com Sophia Abrahão e Gabriel Santana respectivamente.

Juliet Jones Oko - Criação 

Juliet Jones Oko é graduada em Comunicação Social com habilitação em Cinema e Mídias Digitais, especializada em Artes Visuais, Comunicação Pública e  Completação pedagógica em Arte Educação. Tem experiência nas áreas de audiovisual e publicidade ecológica-campanhas alinhadas com as 17 ODS da ONU. Desenvolve projetos de arte, animação e programas educativos, com a qual trabalha, promovendo um ambiente inclusivo e inovador.

Ruan Bruno - Direção de arte

Ruan é Diretor de Arte e Artista 2D e 3D, formado em Design de Animação. Trabalhou como Designer de Cenários em mais de 7 projetos, entre eles curtas metragens e séries. Além do Extraordinário Circo do Bipo, realizou trabalhos relevantes como: Série: My Life is Worth Living (Designer 3D e ilustrador) disponível no Youtube e Globoplay; Curta: Are you Listening (Diretor de Arte e Ilustrador) disponível no Youtube, mais de 700k de visualizações.

Produtora Studio 10 Filmes 

A produtora Studio 10 comemora seu 16º aniversário com o lançamento de longas e série de animação Bipo em 2024. O longa “Letícia”, protagonizado por Sophia Abrahão, teve première no 1° Festival de Cinema de São Bernardo do Campo em 2023 e será lançado este ano. Em finalização , “Made in Favela”, que conta a história do rapper brasiliense Hungria Hip Hop, é protagonizado pelo ator Gabriel Santana. 

A produtora de conteúdo baseada em Brasília, mantém um núcleo de desenvolvimento próprio. Fundada em 2007, a Studio 10 estabeleceu-se inicialmente atendendo ao mercado local de filmes publicitários e institucionais, contudo, a partir de 2017, enveredou para a produção de entretenimento com o lançamento do documentário “Um Domingo de 53 Horas”, que participou do Festival de Brasília daquele ano.

A partir dali a produtora lançou dois editais próprios em busca de projetos de ficção. O projeto Bordeline foi o primeiro a ser selecionado e se tornou o primeiro longa de ficção da Studio 10. Rebatizado de “Eu Sinto Muito”, o filme foi lançado nos cinemas em 2019 com a distribuição da Elo Company.

Liderada por Cristiano Vieira,  a produtora tem um histórico de investir recursos próprios em todos os seus projetos, seja bancando toda a obra, do desenvolvimento à finalização, ou complementando o orçamento na finalização. “Ao nos apaixonarmos por uma ideia, não poupamos esforços para fazer virar realidade. Isso muitas vezes requer o desembolso de recursos próprios, porque preferimos apresentar os projetos a possíveis investidores, quando o status está mais avançado. Isso ajuda na compreensão do potencial artístico dos produtos.”, explica Vieira, diretor artístico da Studio 10.

A produtora também tem em seu editorial a premissa de difundir histórias e personagens da cidade de Brasília, bem como a cultura e a valorização dos artistas locais. "Nós temos nos dedicado a encontrar personagens locais e ao mesmo tempo universais, com tramas que mostram Brasília como uma cidade que tem vida para além da Esplanada dos Ministérios".

Instagram @studio10_filmes

Site https://www.stud10.com.br


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Com mais de 500 anos de tradição, saiba por que o Brasil possui uma história única no cultivo de vinhos! ]

Sommelière explica a importância da história dos vinhos de mesa para a cultura nacional, e indica rótulos para celebrar os vinhos brasileiros

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!