CGU aponta R$ 149 milhões em pagamentos suspeitos de seguro-desemprego

Os dados são de 2018

[CGU aponta R$ 149 milhões em pagamentos suspeitos de seguro-desemprego ]

FOTO: Agência Brasil

De acordo com levantamento feito pela Controladoria-Geral da União (CGU), o governo federal pode ter pago, de forma indevida, R$ 149 milhões em seguro-desemprego durante o ano de 2018. O órgão identificou possíveis inconsistências e irregularidades. O relatório foi divulgado nesta quinta-feira (13). 

Ainda segundo a CGU, cerca de R$ 3,3 milhões foram pagos a 826 pessoas que já constavam como mortas antes mesmo do requerimento do benefício. Outros R$ 36,8 milhões foram pagos a mais de 28 mil pessoas que já recebiam benefícios do INSS, que de acordo com a lei não podem ser acumulados com o seguro-desemprego.

Foi o caso, por exemplo, de 14,7 mil pessoas aposentadas por tempo de contribuição. Outros R$ 4 milhões foram destinados a pessoas cuja empresa empregadora já estava fechada antes da data de requerimento do benefício.

"Os fatos descritos demonstram que existem fragilidades no processo de avaliação e de pagamento de Seguro Desemprego", afirma a CGU no relatório.

De acordo com os auditores, é possível que parte destes pagamentos estejam relacionados a decisões judiciais não-registradas nos sistemas inspecionados. A conclusão da CGU foi pela necessidade de melhorias no cruzamento de informações.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Exagerou no Carnaval? Saiba como voltar pro foco]

Para ajudar no detox Pós-Carnaval, Mundo Verde dá dicas de como preparar Smoothie verde e Quinoa crocante com grão de bico  

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!