Covid-19: Salvador amanhece com apenas 21 pacientes na espera da regulação

A maioria pacientes (11 de enfermaria e 10 de UTI) entraram na fila durante a madrugada

[Covid-19: Salvador amanhece com apenas 21 pacientes na espera da regulação]

FOTO: Gilberto Junior - Farol da Bahia

O secretário de Saúde de Salvador, Léo Prates, informou na manhã desta quinta-feira (8), que a capital baiana amanheceu com 21 pacientes com Covid-19 à espera de regulação (11 para leitos de enfermaria e 10 para UTI). No mês passado, o órgão municipal informou que chegou a tentar regular 137 pacientes com quadro mais grave da doença.

"Nós amanhecemos com 11 pacientes de enfermaria, uma criancinha, totalizando 11 clínicos e 10 de UTI. Então a gente vem mantendo uma tendência de inversão, em vez do paciente chegar mais agravado, o paciente chega com um nível de saturação pulmonar muito bom para a gente atura e salvar a vida dele com mais tranquilidade e mais segurança", disse Léo Prates. 

O titular da pasta afirmou que a maioria dos 21 pacientes entraram na fila durante a madrugada e que o tempo de resposta para entrada nos leitos atual é de cinco a seis horas.

"Ontem terminamos o dia com cinco pacientes apenas. O tempo de resposta voltou aos melhores momentos da pandemia. Eu acredito que nós estamos com tempo de cinco, seis horas para regulação e nós chegamos a 72 horas, no pior momento, para regular pacientes", contou.

De acordo com Leo Prates, na tarde de quarta-feira (7), a fila de regulação em Salvador foi zerada. O resultado, diz o secretário, vem do esforço dos trabalhadores das centrais de regulação, que chegaram a trabalhar 24 horas por dia, para diminuir a fila de atendimento.

"Nós zeramos a fila da regulação realmente, ontem a tarde, em um trabalho conjunto com o governo para salvar vidas. As filas foram zeradas", disse.

"Nós zeramos ontem e hoje amanhecemos com cerca de 21 pacientes, sendo que uma mudança é considerada no perfil dos pacientes. Isso é o mais importante para nós. O perfil do paciente que está entrando nos últimos três dias é o paciente de enfermaria, ou seja, pacientes de menor gravidade", acrescentou.

Vacinação
Léo Prates disse ainda que debate a melhor forma de aumentar os públicos-alvo da vacinação contra Covid-19 em Salvador. A ideia é fazer a imunização por idade em dois dias.

"A nossa ideia agora é começar a fracionar os anos em quatro turnos. Ou seja, eu teria os três primeiros meses pela manhã, outros três pela tarde, aí entraria no segundo semestre no outro dia pela manhã e a tarde, o último trimestre do ano. Cada ano seria em quatro turnos, no caso, em dois dias", explicou.

Léo Prates também afirmou que existe a expectativa da chegada de novas doses ainda na manhã desta quinta-feira. No entanto, ainda não há definição da quantidade de doses destinadas para Salvador.

"Nós fomos notificados hoje de uma chegada de novas doses de vacinas. Nós estamos esperando o quantitativo de novas doses, porque você recebe o quantitativo de segunda dose, que já é carimbado para garantir a segunda dose, e recebe a primeira dose. A gente ainda não sabe o quantitativo".

O secretário lembrou que Salvador vai ter que abater cerca de 12 mil doses, que foram antecipadas para a vacinação da primeira dose na quarta-feira e nesta quinta.

"Lembrando que Salvador vai ter que abater desse quantitativo as doses que a gente vai receber hoje, o quantitativo que a gente está utilizando hoje, que é algo em torno de 10 e 12 mil doses deverão ser abatidos desse lote de primeira dose que vai chegar, porque nós estamos utilizando desde o dia de ontem, com autorização e com o acordo feito com o governo do Estado que é o coordenador estadual do sistema".
 


Comentários