/

Home

/

Notícias

/

Política

/

Eduardo Bolsonaro será investigado por invasão ao Capitólio dos EUA, afirma site

Notícias
Política

Eduardo Bolsonaro será investigado por invasão ao Capitólio dos EUA, afirma site

Deputado teria participado de reunião secreta na Casa Branca

Por Da Redação
Eduardo Bolsonaro será investigado por invasão ao Capitólio dos EUA, afirma site
Foto: Reprodução

O deputado federal Eduardo Bolsonaro será investigado pela suposta contribuição de conspiração contra a posse do presidente americano Joe Biden e organizar a invasão ao Capitólio, nos Estados Unidos, em 6 de janeiro. É o que afirma uma reportagem do site investigativo Proof, publicada ontem (6). 

No texto, assinado pelo jornalista Seth Abramson, ele revela a suposta "conexão obscura do Brasil com o conselho secreto de [Donald] Trump", ex-presidente dos EUA, com quem ele se reuniu em 5 de janeiro deste ano. A informação é que a reunião secreta teria sido para organizar a invasão ao centro legislativo. 

Ainda conforme a matéria, estiveram presentes na reunião, que ocorreu na ala presidencial da família Trump, em Washington: os dois filhos de Donald Trump, Donald Trump Jr. e Eric Trump; Michael Flynn, ex-Conselheiro de Segurança Nacional do ex-presidente Trump; Peter Navarro, Assistente do Presidente, Diretor de Política Comercial e de Fabricação e Coordenador de Política da Lei de Produção de Defesa Nacional; Corey Lewandowski, gerente da campanha 2016 de Trump, membro do Conselho de Negócios de Defesa, Rudy Giuliani, advogado de Trump e ex-prefeito de Nova Iorque; Daniel Beck, proprietário da  Combat Armor Defense, que possui fábrica no Brasil.

Segundo as investigações, o empresário e CEO da My Pillow, Michael J. Lindell, que também participou da reunião, teria afirmado em 6 de janeiro que havia se encontrado, na noite anterior, no suposto horário da reunião, com "um dos filhos do presidente [Jair] Bolsonaro".

A bancada do PT no Senado Federal, através do senador Jaques Wagner, vai apresentar, nesta segunda-feira (8), um requerimento de informações para a embaixada brasileira em Wshington sobre o suposto caso. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie:redacao@fbcomunicacao.com.br

Faça seu comentário
Eu li e aceito osPolítica de Privacidade.
© 2018 NVGO
redacao@fbcomunicacao.com.br
(71) 3042-8626/9908-5073
Rua Doutor José Peroba, 251, Civil Empresarial, 11º andar, Sala 1.102