Evento discute acessibilidade digital e inclusão de pessoas com deficiência no meio artístico

Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência é celebrado neste mês de setembro

[Evento discute acessibilidade digital e inclusão de pessoas com deficiência no meio artístico ]

FOTO: Ilustrativa/Reprodução/Facebook

Dados mais recentes do Atlas da Violência, divulgados em agosto deste ano, apontam que o Brasil registrou ao menos 7.613 casos de violência contra pessoas com deficiência em 2019, o que equivale a quase uma vítima por hora. Por abrigar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, comemorado no dia 21 de setembro, este mês foi escolhido para a campanha Setembro Verde. A ação visa promover atividades voltadas para a acessibilidade e dar visibilidade à causa da pessoa com deficiência.

Para fomentar ações efetivas de conscientização e combate ao preconceito, o Espaço Xisto Bahia, referência em Salvador quando o assunto é acessibilidade na cena artístico-cultural, realiza a IV Semana Cultural Acessível. Com o tema “Acessibilidade digital para uma cultura de direitos'', o evento apresenta uma programação com bate-papos, espetáculos e apresentação musical, nos dias 10 e 20 de setembro. 

A semana cultural é virtual, através da plataforma Zoom Meeting, e o público pode retirar os ingressos gratuitamente pelo Sympla. Todas as atividades contarão com mediação em Libras da Central de Libras da Unidade de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência (UPCD).

Mobilizada em torno do Setembro Verde e das questões que envolvem pessoas com deficiência, a IV Semana Cultural Acessível recebe músicos e integrantes dos Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojibá) para o bate-papo musicado. De acordo com a organização do evento, os músicos Gabriel Vargas e Yuli Martinez, o coordenador pedagógico da Neojibá, José Henrique de Campos, e a artista e gestora cultural Ninfa Cunha estarão no centro dessa conversa, que contará também com apresentação musical. 

No segundo dia do evento, a programação conta com o bate-papo Acessibilidade Digital - Direitos, Avanços e Perspectivas, que contará com a participação da professora de Direito Digital Érica Nascimento, do coordenador do CidataLab/UFRB Marcelo Medeiros e do jornalista e gestor cultural Tárcio Mota.  

No turno da tarde, às 14h, terá a apresentação do espetáculo "O Malandro nas Ruas”, da Cia de Dança Opaxorô da APAE Salvador e, encerrando a programação, às 15h, mais um bate-papo, desta vez sobre a diversidade de corpos com deficiência no processo e construção da cena artística. A IV Semana Cultural Acessível é uma realização da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBa), através do Espaço Xisto Bahia.

Dados e violência

Ainda segundo os dados do Atlas da Violência, os casos de violência contra pessoas com deficiência acontecem com mais frequência no grupo de pessoas que têm deficiência intelectual, com 36,2 ocorrências para cada 10 mil pessoas com essa condição. Depois vem a população com deficiência física (11,4) e, mais abaixo, auditiva (3,6) e visual (1,4), lembrando que pode haver mais de uma ocorrência por vítima. As agressões também atingem fortemente as mulheres. Nesse caso, a maior concentração de casos ocorre dos 10 aos 19 anos, caindo gradativamente com o aumento da idade.

A violência mais notificada é a física (53%), majoritária entre os adultos. Em seguida vem a agressão psicológica (32%) e então a negligência ou abandono (29%), recorrente entre crianças de até 9 anos e idosos. Já a violência sexual (21%) ocorre principalmente entre meninas, adolescentes e jovens.


 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Ator Rodrigo Hilbert estreia série de aventuras com o Bronco Sport]

A série de três filmes poderá ser vista no Youtube da Ford e também no Instagram da marca e de Rodrigo Hilbert  

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!