Farol da Bahia testa a nova Honda NC750X 2022

Mais leve, potente e conectada ela também ficou mais cara

Lançada no país em 2016 a Honda NC 750X é um sucesso de vendas na Europa. Agora era hora de mudar e a Honda apresentou no início do ano a nova NC 750X. Com opção manual de seis marchas e o novo câmbio DCT de dupla embreagem, a Crossover da Honda mudou muito mais que o design. Ela ficou mais ágil, mais leve, mais potente e com outros dispositivos de tecnologia adequados à sua classe. O Farol da Bahia  testou a novidade em sua versão de entrada com transmissão manual. 

O estilo é fiel à receita: uma moto para viajar, andar na cidade e com desempenho para as duas propostas sem parecer excessiva. O desenho ganha novos vincos, conjunto de iluminação em LED, pára-brisa elevado (pena que não seja ajustável), nova rabeta traseira e uma solução incomum: a moto tem um porta objetos bem grande à frente do banco. Basta girar a chave à direta e abrir o compartimento que leva 23 litros ou 5kg. 

Na prática foi possível levar uma mochila com notebook ou ainda guardar o capacete com tranquilidade. Na parte superior há porta ferramentas e elástico para levar o documento por exemplo. 

Herança distante das 750cc e mais potência 

Herança distante da “sete galo” a 750 da Honda traz uma revisão sensível na potência do motor. Mas os 4cv a mais não representam muita coisa diante de itens como acelerador eletrônico e embreagem deslizante assistida. Isso permite maior controle da NC 750X e evita que a moto “pule” ou trave em situações mais extremas. Agora o motor desenvolve 56,8cv de potência e 7,03kgfm de torque a 6.750rpm. 

Modos de pilotagem 

Outra novidade que testamos foi o controle de modos de condução. Há quatro posições: Sport, Rain, Standard e User – que é totalmente personalizável. Em dias chuvosos, o modo rain entrega potência controlada e tração mais segura evitando derrapagens. Já o Sport mantém a rotação mais elevada e entrega elástica de potência. E com toques no punho esquerdo é possível ajustar e customizar o modo “User” reduzindo efeito de freio motor, aumentando a potência e chegar a uma fórmula ao gosto do piloto. Tudo é feito no painel LCD que tem boa visualização, consumo médio e instantâneo, hodômetro, cronômetro e outros itens.

Ciclística aprimorada 

Na prática a NC 750X está 7kg mais leve. Só o chassi Diamond ficou quase 2kg mais ligeiro. Na prática se nota maior aptidão para uma conduta esportiva a bordo da novidade. A NC é leve, mais ágil e está mais confortável. 

Isso se deve ao banco 30mm mais baixo permitindo que pilotos baixinhos possam andar com mais conforto na NC 750X. O banco também está mais estreito “vestindo” o piloto e como resultado a moto é melhor para andar no trânsito das cidades. O conforto também se deve ao novo curso de suspensão de 150mm que passa para 120mm na versão 2022. Na dianteira o amortecedor é Showa SDBV com garfo duplo e na traseira é monoshock. 

Consumo e preço 

O consumo ao longo do teste da Honda NC 750X ficou em 30km/l na cidade enquanto na estrada foi mais alto, em torno de 27km/l o que é bom para uma 750cc. O valor sugerido da NC 750X é R$ 49,7 mil o que na prática resulta em preços até 10% mais altos na rede de concessionários especialmente em estados como São Paulo e Paraíba onde os impostos são mais altos. 

A Honda NC750X evoluiu em todos os quesitos e responde aos anseios dos consumidores que buscavam mais tecnologia e conforto para a proposta de uma moto Crossover. Todas as mudanças caíram bem na linha 2022 embora o preço tenha evoluído na mesma proporção.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!