Gabigol faz hat-trick e Flamengo passa por cima do Bahia com facilidade pelo Brasileirão

Tricolor chega a segunda derrota consecutiva e cai na tabela de classificação

[Gabigol faz hat-trick e Flamengo passa por cima do Bahia com facilidade pelo Brasileirão]

FOTO: Jhony Pinho/AGIF

O Bahia chegou a segunda derrota consecutiva no Brasileirão. Com hat-trick de Gabigol, o Tricolor foi goleado com facilidade por 5 a 0 para o Flamengo, em confronto disputado na noite deste domingo (18), no estádio de Pituaçu, em Salvador, válido pela 12ª rodada do Brasileirão. Com resultado, Tricolor caiu para oitava posição, com 17 pontos, enquanto o Rubro-Negro subiu para sexta posição, com 18 pontos.

Foi uma primeira etapa inteiramente dominada pelo Flamengo no jogo. Se impondo desde os minutos iniciais, o Rubro-Negro de maneira muito organizada tinha facilidade para explorar os espaços concedidos pelo Bahia no setor defensivo e com méritos foi para o intervalo com resultado positivo. Sem conseguir escapar da forte marcação do time carioca no jogo, o Bahia mais assistiu o Flamengo jogar do que se arriscou ao ataque. Sem ganhar rebote e lento quando tinha a bola, o Tricolor foi presa fácil para o Urubu.

Com dois minutos de jogo, veio a primeira boa chance. Do lado direito, Gabigol levantou para dentro da área buscando Michael, que livre de marcação bateu de primeira, mas por cima do gol de Matheus Teixeira. Grande oportunidade desperdiçada.

Aos 11 minutos, o Flamengo mais uma vez foi perigoso na partida. Com liberdade da entrada da área, Arão arriscou uma bomba da intermediária, e viu a bola passar muito perto da trave de Matheus Teixeira, que voou na bola, mas não alcançaria

Somente o Flamengo era quem jogava na partida, tanto que o Rubro-Negro não demorou para abrir o marcador. Aos 20 minutos, Michel fez a jogada da entrada da área, foi derrubado, e a bola sobrou nos pés de Arrascaeta, que foi derrubado na área por Nino Paraíba. Pênalti assinalado. Gabigol foi para a cobrança, e foi bola para um lado, goleiro para o outro. Inaugurando o placar no jogo o time carioca.

Quando o relógio já marcava 35 minutos, Arrascaeta fez um lindo lançamento para Isla na linha de fundo. O lateral cruzou para dentro da área e encontrou Diego, que livre dentro da área soltou um chutaço para o gol, mas parou na linda defesa de Matheus Teixeira, que jogou a bola para escanteio. Grande chance do Flamengo na partida.

De tanto pressionar, o Flamengo conseguiu ampliar o placar aos 40 minutos. Arrascaeta deu outra linda bola para Isla na lateral, que cruzou rasteiro para dentro da área, e achou Gabigol, que bateu de primeira, de trivela, estufando as redes de Matheus Teixeira. 2 a 0 no placar.

Para não dizer que o Bahia não chegou com perigo na partida. Aos 44 minutos, em cobrança de falta, Galdezani cobrou falta para dentro da área e após a zaga do Flamengo rebater mal, a bola sobrou nos pés de Ligger, que chutou para o gol, a bola desviou em Léo Pereira e foi para escanteio. Foi a última boa oportunidade do jogo antes da ida para o intervalo.

No retorno para a segunda etapa, o Bahia voltou com mais disposição de tentar diminuir o placar e voltar para o jogo. 

Aos quatro minutos de partida, Rodriguinho deu belo passe para Gilberto na área, que bateu na rede pelo lado de fora. Primeira boa chance do Bahia na etapa final.

Pouco tempo depois, aos seis minutos de jogo. Galdezani recebeu passe com liberdade dentro da área, e bateu bonito, colocado, mas a bola explodiu no travessão de Diego Alves, que voou na bola, e ainda tocou na bola.

Apesar do Bahia ter chegado com perigo em duas oportunidades, foi o Flamengo quem teve a chance mais clara de ampliar o placar, e mais uma vez com Gabigol, que ganhou na velocidade de Conti, e ficou cara cara com Matheus Teixeira, que bateu rasteiro, mas parou na defesa do goleiro Tricolor com os pés.

De nada adiantou o Bahia crescer no jogo, se era o Flamengo quem seguia mandando na partida e marcando os gols na partida.

Aos 16 minutos, Éverton Ribeiro avançou com muita liberdade e achou Gabigol livre dentro da área, que dominou e bateu na saída de Matheus Teixeira, anotando o terceiro gol dele e do Flamengo na partida.

O Flamengo realmente não dava chance do Bahia nem ao menos cogitar diminuir o placar. A goleada não demorou a se instaurada no jogo.

Aos 28 minutos, Vitinho foi a linha de fundo pelo lado esquerdo, cruzou para dentro da área e achou Pedro, completamente livre, no meio de dois zagueiros e foi de voadora na bola, transformando o placar em goleada.

Completamente abatido na partida, o Bahia ainda teve oportunidade de diminuir o placar aos 37 minutos. Arão escorregou no campo de defesa e deixou Edson avançar com muita liberdade na defesa, até ficar cara cara com Diego Alves, mas o goleiro foi na bola e conseguiu evitar o gol Tricolor. O Bahia mal sabia, só que o pior ainda estava por vir.

Aos 38 minutos, Arrascaeta fez uma linda jogada e passou para Vitinho dentro da área, que chegou batendo de primeira no cantinho, Matheus Teixeira ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar que ela morresse no fundo do gol. Impressionantes 5 a 0 no placar já demonstrava que o Bahia não tinha sinais de qualquer reação, e não teve mesmo até o apito final do árbitro, decretando o passeio Rubro-Negro em Salvador.

Análise do Bahia na partida

Um passeio. Essa é a palavra que melhor define o que o Flamengo fez sobre o Bahia na partida desta noite. Com uma marcação totalmente perdida e desorganizada, meio de campo dominado e ataque inoperante, o Tricolor apenas assistiu enquanto o Rubro-Negro desfilava em campo sob o comando de Gabigol, que dois dos três gols que anotou foram em decorrência de falhas de marcação da defesa baiana.

5 a 0 foi um resultado elástico, até surpreendente, mas dá para se dizer que foi pouco. Pelo domínio absoluto do Flamengo nesta noite, o Bahia poderia até perder de 7 que não seria surpresa nenhuma. Aliás, o resultado pior só não veio porque o ataque Rubro-Negro desperdiçou oportunidades e Matheus Teixeira defendeu algumas bolas.

Mais uma vez o Bahia tem um daqueles choques de realidade para situar o time da qualidade técnica que possui. O Tricolor é uma equipe fraca e não tem elenco para brigar por grandes aspirações no campeonato. É importante que o torcedor tenha muita consciência disso. E mais, se não contratar, vai ser mais uma briga contra o rebaixamento.

 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!