Governo decide zerar tarifas de importação de milho e soja até 2021

Decisão foi tomada para combater alta de preços no mercado interno

[Governo decide zerar tarifas de importação de milho e soja até 2021]

FOTO: Reprodução/Agro em Dia

Em uma contraofensiva à alta de preços no mercado interno, o governo decidiu zerar temporariamente, as alíquotas de importação de milho, soja, farelo de soja e óleo de soja. A decisão foi tomada, nesta sexta-feira (16), pela Camex (Câmara de Comércio Exterior). 

A medida deve vigorar até o primeiro trimestre do ano que vem, quando a safra de grãos já terá sido colhida e o mercado estiver, então, plenamente abastecido. De acordo com fontes do governo procuradas pela Exame, há duas propostas sobre a mesa para o fim da suspensão temporária das tarifas: fevereiro e março de 2021.

De janeiro a setembro, as importações de soja subiram 314,7% em valor e 326,6% em volume, de acordo com o Ministério da Economia. As compras do Paraguai e da Argentina, isentas de impostos, aumentaram, respectivamente, 488,4% e 255,3%. Principal concorrente do Brasil no mercado internacional, os Estados Unidos enviaram ao mercado brasileiro, no período, 333,7% a mais do que nos nove primeiros meses de 2019. 


Comentários