Governo do estado rebate informação passada pelo Ministério da Saúde ao STF sobre o estoque de seringas e agulhas

Em nota, a Sesab esclarece que possui mais de 10 milhões (10,2 mi) de seringas e agulhas em estoque para iniciar a vacinação

[Governo do estado rebate informação passada pelo Ministério da Saúde ao STF sobre o estoque de seringas e agulhas ]

FOTO: Reprodução / Agência Brasil

O Governo do estado, por meio da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), classificou como equivocada a informação passada, nesta quarta-feira (13), pelo Ministério da Saúde ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o estoque de seringas e agulhas no estado. 

A informação do MS diz que sete estados (Acre, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco e Santa Catarina) incluindo a Bahia, corriam risco de não ter estoque suficiente para imunizar a população. 

A Sesab afirma que possui mais de 10 milhões (10,2 mi) de seringas e agulhas em estoque para iniciar a vacinação. A pasta disse ainda que foram adquiridos mais de 19 milhões de seringas e agulhas, com a entrega de quatro milhões nos próximos 15 dias, quatro milhões em fevereiro e o restante nos meses de abril, maio e junho.

Segundo o documento do Ministério da Saúde, há mais de 80 milhões de seringas e agulhas disponíveis para vacinar contra a COVID-19 nos estados brasileiros. Nesta quarta-feira (13), o órgão informou que vai adquirir 100 milhões de seringas e agulhas. Serão 60 milhões por requerimentos administrativos, pelos excedentes e 40 milhões via Organização Pan-americana de Saúde.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve concluir no domingo (17), os processos de análise de uso emergencial das vacinas de Oxford/Astrazeneca (Fiocruz) e da Coronavac (Butatan).
 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

O Louvre alemão tem 40.000 m² e projeto arquitetônico assinado pelo italiano Franco Stella

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!