Harry Potter: 7 lugares incrivelmente "mágicos" e reais que serviram de locação para os filmes da saga

Aos detalhes...

[Harry Potter: 7 lugares incrivelmente

FOTO: Divulgação

Se nas telinhas o universo mágico de Harry Potter é restrito apenas para bruxos e bruxas que receberam a tão cobiçada cartinha de Hogwarts, no mundo real, ou melhor, dos “trouxas” (seres não-mágicos), como nós, a carta-convite não passa de uma mera formalidade. Por toda a Grã-Bretanha é possível encontrar uma série de locais que serviram de pano de fundo para o bruxinho mais famoso do cinema.

Para alegria dos fãs, que estão em festa com o aniversário de 20 anos de estreia da saga nas telonas, a Quickly Travel, agência de viagens do Grupo JTB, resolveu compartilhar a localização de alguns dos locais utilizados nas gravações.

Vamos as dicas? Para visualizá-las basta dizer:   

“I solemnly swear that I am up not good” / “Eu juro solenemente não fazer nada de bom”

  1. A casa dos Dursley

O endereço onde tudo começou, na famosa Rua dos Alfeneiros, nº 4, em Little Whinging, pode até não existir, mas a casa onde Harry cresceu e viveu sendo atormentado pelos tios existe. E ela está situada na pacata cidade de Bracknell, à oeste de Londres, na Rua Picket Close, nº 12. Quem quiser fazer uma visitinha, terá que se contentar apenas com a vista externa. Para uma experiência mais completa, a versão cinematográfica fica no estúdio da Warner Bros, em Londres.

  1. Mercado Leadenhall

Na 1º filme da saga, depois de descobrir que é um bruxo, Harry tem o seu primeiro contato com o Beco Diagonal, onde pode-se comprar de tudo no universo criado por J.K Rowling. Na vida real, o local que inspirou o comercio bruxo também é um mercado, mas ao invés de lojas como o OlivarasFloreios e Borrões e até mesmo o Caldeirão Furado, só é possível encontrar queijos, carnes, flores e outros insumos. Sua arquitetura, no entanto, ao melhor estilo vitoriano, impressiona até mesmo quem não é fã da série. O Mercado Leadenhall foi construído em 1881 e está situado no centro financeiro de Londres.

  1. Estação King’s Cross e a plataforma 9¾

Parada obrigatória para todo e qualquer fã da série, a Estação de trem de King’s Cross, de onde sai o Expresso de Hogwarts, realmente existe na vida real e está situada no bairro de Camden, na periferia do centro de Londres. Ela foi inaugurada em 1852 e serviu de inspiração para a escritora J.K Rowling. Já a lendária plataforma 9¾, “talvez” não exista de verdade para nós, “trouxas” (não-mágicos), mas há um “monumento”, entre as plataformas 9 e 10, com metade de um carrinho preso à parede para que os turistas recriem a famosa cena da travessia. Logo ao lado, tem uma lojinha, onde é possível comprar alguns itens da saga, como uma varinha ou, quem sabe, um cachecol da sua casa favorita em Hogwarts.

  1. Viaduto de Glenfinnan

Bastante recorrente em quase todos os filmes da série, o charmoso Viaduto de Glenfinnan, por onde passa o Expresso de Hogwarts, fica na Escócia, entre as cidades de Glasgow e Mallag. Ele foi construído entre 1897 e 1901 e possui 380 metros de comprimento e 21 arcos. O local é um tanto quanto inacessível para ser visto de longe, mas quem quiser pode vislumbrar o viaduto da mesma forma que Herry, Ron e Hermione ao embarcar a bordo do trem a vapor Jacobite, que inspirou a versão do filme.

  1. Castelo de Alnwick

Nos primeiros filmes da saga, muitas cenas externas do Castelo de Hogwarts foram gravadas na residência oficial dos Duques de Northumberland, no norte da Inglaterra, quase na fronteira com a Escócia. Quem se lembrar do 1º voo de vassoura do bruxinho, em Harry Potter e a Pedra Filosofal, rapidamente reconhecerá o cenário. No local, há muitas atividades para adultos e crianças, inclusive “aulas práticas de voo em vassouras”.

  1. Universidade de Oxford

Outro lugar igualmente charmoso que deu “vida” ao icônico Castelo de Hogwarts é a Universidade de Oxford. A faculdade de Christ Church, aliás, é parada obrigatória para os fãs. No local foram gravadas várias cenas do exuberante salão principal de Hogwarts. Corredores e escadas também foram utilizados em algumas tomadas. O local favorito de Hermione na saga, a biblioteca, também fica em Oxford, e se chama Duke Humphrey’s. Quase nada foi modificado ali. Já a Escola de Teologia de Oxford, serviu como ambientação para a enfermaria do quarto filme do bruxinho, Harry Potter e o Cálice de Fogo.

  1. Largo Grimmauld, nº 12

Fora de Hogwarts, a casa da Família Black e a sede da Ordem da Fênix é outro local que pode ser cultuado pelos fãs da saga em Londres. E, diferentemente da ficção, o local pode ser visto por “trouxas” (não-mágicos), já que está situada em Claremont Square.

Agora que você já conhece alguns locais de gravação da saga, é hora de desfazer o feitiço. Se não, qualquer um pode ler.

Malfeito, feito!


Comentários