Líder religioso é preso por sabotar combate ao novo coronavírus na Coreia do Sul

Ele é acusado de desviar US$ 4.69 milhões

[Líder religioso é preso por sabotar combate ao novo coronavírus na Coreia do Sul ]

FOTO: Reprodução

O líder da Igreja Shincheonji de Jesus, Lee Man-hee, foi preso neste sábado (1º) na Coreia do Sul por suspeita de sabotagem antes aos esforços do governo para o enfrentamento da pandemia contra a Covid-19. Ele é acusado de fornecer às autoridades dados incorretos sobre as reuniões da seita.

Lee, que tem 88 anos, também é acusado de desviar 5.6 bilhões de won (US$ 4.69 milhões) de fundos da igreja e realizar eventos religiosos em instalações públicas sem autorização. Até 19 de julho, 38% de todos os casos de infecção no país estavam relacionados ao grupo religioso.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Com nove metros quadrados de altura, maior fonte de chocolate no mundo é inaugurada na Suíça]

O interior do museu é formado por escadas em espiral, pilares cilíndricos e varandas curvilíneas que lembram os bombons tradicionais da Lindt

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!