Maria da Penha envergonhada

[Maria da Penha envergonhada]

FOTO: Divulgação

Um famoso juiz que responde a processo por violência doméstica pode ser premiado como novo desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia.

Disputando a vaga por critério de idade e de merecimento, o juiz chegou a pedir uso do foro privilegiado no processo de violência - o que não caberia, já que o delito não foi exercido em função do exercício do cargo - e prontamente foi atendido, o que deixou as mulheres do segundo escalão, que sabiam do ocorrido, de cabelos em pé!

Os desembargadores - aí inclusive mulheres - chegaram a discutir a tutela do caso e alguns se declararam "impedidos", temendo "magoar" o coleguinha...

Beneficiado, o juiz - que é bem próximo das cadeiras altas do TJ - teve seu processo enviado para o pleno onde espera que, seguindo a linha aplicada até agora, nada aconteça. 

E a tal "sororidade" feminina segue sendo somente palavra da moda para pontuar discursos das que "arvoram" lutar pelas mulheres mas na hora que podem fazer algo, se fingem de cegas.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!