Medidas restritivas contra covid-19 atingem quase 77% das cidades do país, diz pesquisa

62,7% dos municípios tiveram alta de casos da doença em maio

[Medidas restritivas contra covid-19 atingem quase 77% das cidades do país, diz pesquisa]

FOTO: Reprodução/G1

Uma pesquisa da CNM (Confederação Nacional de Municípios) realizada entre os dias 31 de maio e 2 de junho, com 2.418 gestores municipais aponta que medidas restritivas contra a covid-19 são adotadas em 76,9% dos municípios. O levantamento indica ainda que, em maio, houve aumento do número de casos confirmados da doença em 62,7% das cidades pesquisadas, na comparação com abril.

Conforme a pesquisa, apenas 19,1% dos gestores disseram que os números da covid-19 se mantêm no mesmo patamar e 17,6% afirmaram ter ocorrido diminuição de ocorrências.

Medidas que incentivem o isolamento social para barrar a propagação do novo coronavírus, como fechamento de serviços não essenciais ou redução do horário de funcionamento de atividades econômicas, só não foram adotadas por 23% dos municípios que participaram da pesquisa.

Quando analisado o porte das cidades, de acordo com o número de habitantes, os casos de covid-19 cresceram mais nos pequenos (64%). Nos de médio porte, o índice foi de 58%, e de 31% nas metrópoles.

Lockdown

O levantamento mostrou ainda que com a pressão sobre o sistema de saúde e o aumento de casos de covid-19, muitos municípios optam pela medida mais radical para conter o vírus: o lockdown. O problema é que são necessários outros benefícios para que a estratégia funcione na prática.

Os efeitos de um lockdown são sentidos por todos os setores da sociedade, incluindo as finanças da administração municipal. Mas quando há alta no número de mortes por covid-19 e filas por vagas na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a população tende a aceitar melhor as restrições. Outros protestam.

A duração das medidas restritivas depende da situação epidemiológica de cada cidade. Mas para ser efetivo, o lockdown deve ser de, no mínimo, 15 dias até 3 semanas. Mas não há parâmetros que definam quando abrir ou fechar um comércio, por exemplo.
 


Comentários