Milton Ribeiro deixa carceiragem em SP após habeas corpus

Decisão é do desembargador Ney Bello; dois pastores também são liberados

[Milton Ribeiro deixa carceiragem em SP após habeas corpus ]

FOTO: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agência Brasil

O ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, junto aos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura, saíram da carceragem em São Paulo na tarde desta quinta-feira, após habeas corpus concedido pelo desembargador federal Ney Bello, do Tribunal Regional Federal (TRF-1). Os três estavam presos deste quarta (22) na investigação da Polícia Federal sobre esquema de corrupção na pasta que Ribeiro chefiava no Planalto.

Milton deixou a carceiragem da PF por volta das 15h. A decisão do TRF-1 tem validade até a Terceira Turma da corte analisar o mérito do habeas corpus impetrado pela defesa do ex-ministro.

“Verifico que além de ora paciente não integrar mais os quadros da Administração Pública Federal, há ausência de contemporaneidade entre os fatos investigados – “liberação de verbas oficiais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e do Ministério da Educação direcionadas ao atendimento de interesses privados” (cf. cópia do INQ 4896/STF, à fl. 42 – doc. n. 232898054), supostamente cometidos no começo deste ano, razão pela qual entendo ser despicienda a prisão cautelar combatida”, aponta o desembargador em trecho da decisão.

 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!