Mulher acusada de envenenar mãe e duas crianças na Bahia ganha prisão domiciliar da Justiça

Acusada utilizou inseticida agrícola por interesse em marido da vítima

[Mulher acusada de envenenar mãe e duas crianças na Bahia ganha prisão domiciliar da Justiça ]

FOTO: Reprodução/TV Bahia

A Justiça concedeu liberdade provisória para Elisângela Almeida Oliveira, acusada de matar uma mulher e duas crianças no município de Maragogipe, na Bahia, em agosto de 2018. 

As vítimas são identificadas como Adriane Ribeiro Santos, de 23 anos, e as filhas dela Greisse Santos da Conceição, de 5 anos, e Rute Santos da Conceição, de 2 anos. Elas foram envenenadas com um inseticida de uso agrícola após um desentendimento. 

O único sobrevivente da casa foi o marido de Adriane e pai das crianças, identificado como Jeferson Brandão. A suspeita teria interesse nele e, por esse motivo, envenenou as vítimas.

Segundo a decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), a ré cumpre os requisitos para a prisão domiciliar. A Diretora do Conjunto Penal informou que Elisângela Almeida Oliveira sofre de problemas de bexiga, fazendo uso de sonda e já foi internada várias vezes.

A mulher também está proibida de sair de casa sem ser para atendimento médico-hospitalar. 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!