Operação no Rio cumpre mandados de prisão contra grupo suspeito de participação na morte de Marielle

Grupo conhecido como 'Escritório do Crime' é investigado por diversos homicídios, incluindo da vereadora

[Operação no Rio cumpre mandados de prisão contra grupo suspeito de participação na morte de Marielle]

FOTO: Reprodução/TV Globo

A Polícia Civil e o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) iniciaram uma operação na manhã desta terça-feira (30) para cumprimento de quatro mandados de prisão e 20 de busca e apreensão contra os chefes do Escritório do Crime.

O grupo, composto por policiais, ex-policiais e milicianos, é investigado por diversos homicídios, incluindo o atentado contra a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.

Um dos quatro alvos da operação já foi preso. Trata-se de Leonardo Gouveia da Silva, também conhecido como Mad ou Paraíba, estava em casa, uma mansão localizada em Vila Valqueire, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

De acordo com as investigações, pistoleiro da quadrilha realizam execuções encomendadas há mais de 10 anos.

Os alvos da operação

Anderson de Souza Oliveira, também conhecido como Mugão;
Leandro Gouveia da Silva, apelidado de Tonhão, irmão de Mad;
Leonardo Gouveia da Silva, conhecido como Mad ou Paraíba, preso;
João Luiz da Silva, identificado como Gago.

Investigação dura dois anos

A investigação foi iniciada em 2018, após o depoimento de Orlando de Araújo, também conhecido como Orlando Curicica, que chegou a ser apontado como assassino da vereadora Marielle Franco, e comentou sobre a existência do Escritório do Crime, além de dizer que agentes da DH da Capital recebiam propina para não investigar os homicídios feitos por esse grupo criminoso.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Thelminha Assis reproduz foto da primeira modelo negra a ser capa da 'Vogue' em 1966]

A modelo Donyale Luna fez história na década de 60, entrando para o time das grandes modelos

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!