Pesquisadores detectam nova linhagem da variante Ômicron no Brasil

Nova cepa é, atualmente, a predominante em circulação nos Estados Unidos

[Pesquisadores detectam nova linhagem da variante Ômicron no Brasil]

FOTO: Reprodução/Banco de Imagens

Pesquisadores do CTVacinas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), identificaram, no Brasil, pacientes infectados com a linhagem BA 2.12.1 da variante Ômicron da Covid-19. Atualmente, a cepa em questão é predominante em circulação nos Estados Unidos.

Por meio de sequenciamento genético de amostras de pacientes infectados, os pesquisadores identificaram incidências da subvariante em três pessoas contaminadas de Belo Horizonte (MG), que estiveram presentes em um evento internacional no Rio de Janeiro na última semana.

Segundo o coordenador do CT Vacinas e integrante da RedeVírus MCTI, professor Flávio Fonseca, a variante Ômicron é hoje predominante no mundo inteiro. Assim, o vírus pode passar por pequenas mudanças, o que gera linhagens ou subvariantes.

“Quando essa variante é predominante, ela começa a sofrer pequenas modificações, o que dá a formação de linhagens ou subvariantes. A BA 2.12, que foi identificada em Belo Horizonte, não havia sido detectada no Brasil antes e já é predominante nos Estados Unidos. Isso quer dizer que ela tem alguma vantagem evolutiva de disseminação em relação a outras linhagens. Ainda não há estudos para determinar se ela é mais grave ou mais infecciosa, mas há indícios de que seja, sim, mais infecciosa que outras linhagens da Ômicron”, disse.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!