Reino Unido passa por crise de abastecimento

Brexit e pandemia são os principais fatores

[Reino Unido passa por crise de abastecimento]

FOTO: Reprodução

Unidades do McDonald’s no Reino Unido pararam de servir milk-shake. Franquias da Nando’s e do KFC tiveram de fechar por falta de frango. A BP fechou postos de combustíveis por falta de gasolina e diesel. Frutas e verduras estão apodrecendo nos campos por falta de trabalhadores para a colheita. O país passa pela pior crise de oferta em mais de meio século por causa do Brexit e da covid-19. 

Desde o início da pandemia, um milhão de trabalhadores deixaram o Reino Unido, e muitos não voltaram. O pior declínio demográfico desde a 2.ª Guerra. 

Segundo a Road Haulage Association (RHA), há 100 mil motoristas de caminhão a menos do que os 600 mil que havia antes da pandemia. O resultado é um nó de logística. 

A combinação de pandemia e novas regras de imigração deixou setores-chave sofrendo de intensa escassez de mão de obra. A queda em ritmo recorde da oferta de emprego aumentou os salários médios, mas criou um problema incomum: as empresas não conseguem preencher as vagas deixadas pelos imigrantes.

A União Nacional dos Fazendeiros e a Federação de Alimentos e Bebidas estimam que há mais de 400 mil vagas não preenchidas no setor de fazendas, fábricas de processamento de carne e cozinhas de restaurantes. 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!