RMS registra segunda deflação seguida do IPCA-15 este ano

Alimentos consumidos em casa tiveram redução considerável

[RMS registra segunda deflação seguida do IPCA-15 este ano]

FOTO: Agência Brasil

A prévia da inflação oficial do mês de setembro na Região Metropolitana de Salvador (RMS)  é de -0,04%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), divulgado hoje (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O indicador representa a segunda deflação seguida do IPCA-15 na RMS, este ano. Em agosto, o índice havia sido de -0,13%. Além disso, ficou abaixo da média nacional (0,09%) e foi o segundo mais baixo dentre as 11 áreas investigadas pelo IBGE, maior apenas que o da Região Metropolitana do Rio de Janeiro (-0,10%).

Baixas

O grupo Alimentos e Bebidas teve a segunda deflação seguida (-0,58%) e foi a principal influência na queda do IPCA-15 do mês na RMS. Os alimentos consumidos em casa tiveram uma redução considerável (-1,20%),  influenciado por produtos como o tomate, que teve a maior queda (-13,54%) e foi o item que individualmente mais puxou a prévia da inflação para baixo; além da cebola (-9,16%); e do ovo de galinha (-11,33%). O grupo Saúde e Cuidados pessoais também registrou a segunda queda média consecutiva (-0,28%). 

Altas

As despesas com transportes (0,87%) voltaram a exercer pressão inflacionária, após dois meses de quedas seguidas, puxadas pelas altas na gasolina (3,04%) e no etanol (4,90%). O grupo vestuário (0,23%) registrou o segundo aumento consecutivo, puxado mais uma vez pelas roupas (0,22%).

Com os resultados do mês, no acumulado do ano de 2019, o IPCA-15 da RMS registra alta de 2,57% e está abaixo da média nacional (2,60%). Já nos 12 meses encerrados no mês de setembro, a alta é de 3,15%, também menor que a média do país (3,22%).


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!