Sesc Bahia realiza a Mostra Sesc de Artes – Aldeias Bahia

Aos detalhes...

[Sesc Bahia realiza a Mostra Sesc de Artes – Aldeias Bahia]

FOTO: Alex Oliveira

De 13 a 19 de setembro o Sesc Bahia realiza a Mostra Sesc de Artes – Aldeias Bahia, que em 2021 marca a celebração dos 75 anos do Sesc, com uma programação online e transmitida através canal do Sesc Bahia no Youtube (www.youtube.com/SescBahiaOficial).  Será uma semana intensa de arte e cultura, com atrações sempre às 16h, 18h e 20h, para públicos de todas as idades. Fotos em alta: encurtador.com.br/hnA59

O evento representa a união das Mostras de Artes realizada pelo Sesc Bahia nas cidades de Salvador, Feira de Santana e Paulo Afonso, e que agora acontecem em um novo formato, alcançando públicos para além de seus territórios e limites geográficos. Nesta curadoria especial e celebrativa - poesia, web-espetáculo, produção literária, performance, shows, contação de histórias, instalações visuais, musical, dança contemporânea, teatro adulto e infantil, circo, artistas novos e artistas premiados.  

A programação inicia no dia 13/09, segunda, com o espetáculo de teatro Zumbindo, da Cooxia Coletivo Teatral, às 16h, que discute o legado da diáspora africana com foto em crianças e jovens; o espetáculo de dança A voz do Mestre Negrizu + Corpo poesia | Corpo manifesto, às 18h, marca o encontro do dançarino com o músico Thiago Trad. Negrizu traz no corpo a história dos blocos afros, e afoxés de Salvador; encerra o primeiro dia o Recital Vozes Negras, às 20h, que utiliza a poesia e a rica produção literária de escritoras e escritores, para falar de amor, resistência e afirmação. O recital tem direção artística de Jorge Washington e traz ainda como convidado o cantor Dão.  

Na terça, dia 14/09, às 16h, tem performance da escritora, poeta e slammer  Mel Duarte; às 18h, o espetáculo Terrário, com o renomado ator Lúcio Tranchesi; e para fechar a noite, às 20h, o show intimista de Giovani Cidreira, que apresenta músicas que vão da melancolia cancioneira à pulsante sonoridade eletrônica do seu repertório. 

Dia 15/09, quarta, as atrações ficam por conta do escritor Marcos Cajé, que traz às 16h a contação de histórias Makori: a pequena princesa, obra que ressalta a importância da mulher negra na sociedade brasileira; às 18h é a vez do espetáculo Alimentando as feras, com as premiadas atrizes Aícha Marques, Evelin Buchegger e Mariana Moreno, com direção de Sofia Federico e assistência de direção de Ana Paula Bouzas. O espetáculo conta a história de três mulheres com perfis e histórias de vida bem distintas, que se encontram em uma sala virtual para uma sessão de terapia em grupo; por fim, às 20h estreia Abian, um web-espetáculo imersivo, filmado em 360º graus, que através de uma epopeia descolonial propõe a discutir o elo entre o sagrado, o profano e a ancestralidade. 

Na quinta, 16 de setembro, a programação tem mais uma performance de Mel Duarte, às 16h; e duas instalações visuais do artista Veko Araújo, às 18h: “Biombo Elétrico”?, que nos leva aos vários estágios sensoriais. Elementos que conduzem a energia. E “IN 100 SAI”, que nos conduz ao universo lúdico das brincadeiras infantis. Encerra o dia, 20h, o show musical de Hiran, jovem rapper, cantor e compositor baiano que acaba de lançar seu segundo disco, Galinheiro. 

Na sexta, dia 17/09, a criançada tem espetáculo garantido, às 16h, com o grupo CadeiradeBrin, que traz o De Brincadeira, show interativo, com músicas que convidam crianças de todas as idades ao brincar, na sua forma mais genuína - com o uso da espontaneidade e imaginação. Às 18h, a atração é Pequenas histórias de impossíveis amores, espetáculos com dramaturgia de Gildon Oliveira, direção de Paula Lice, e elenco: Andréa Rabelo, Cibele Marina, Fábio Osório Monteiro, Karol Senna, Leonardo Teles, Mônica Santana e Véu Pessoa. Às 20h, tem o show de Japa System, que traz ao palco todo a sua inquietude musical e criatividade. O músico compartilha com o público os seus experimentos e sonoridade percussiva.  

O final de semana a programação continua intensa. No sábado, 18/09, às 16h tem o espetáculo cênico-musical infantil Barcarola Encantada, que traz como pano de fundo a cidade romeira de Bom Jesus da Lapa, onde Sá Binidita conhece Tõe, um garoto do sertão que, assim como muitos irmãos seus, foge do drama da seca em busca de condições melhores. Na segunda faixa, às 18h, o renomado ator Hilton Cobra apresenta o premiado monólogo teatral Traga-me a Cabeça de Lima Barreto, inspirado livremente na obra de Lima Barreto (1881-1922), e que reúne trechos de memórias impressas em suas obras, entrecruzadas com livre imaginação. O sábado é finalizado com a belíssima voz de Nara Couto, às 20h. A artista se propõe a oferecer ao público uma interpretação afro transcendente, multifacetada, criada por letras, ritmos, melodias, texturas, cores e dança, além de mostrar a matriz que é feita por ritmos puros oriundos da diáspora, relidos e atualizados com a história negra e baiana.  

No sétimo e último dia, domingo, 19/09, malabares, equilíbrio em perna de pau, acrobacias e trilha musical original é o que o público vai ver no espetáculo circense Misturaê, do NUCCA - Núcleo de Artistas Circenses da Cia. Cuca de Teatro, às 16h; o espetáculo de dança contemporânea, In-Passe, às 18h, é o resultado da reconexão de quatro artistas, que agora, a partir de auto relatos construídos pela relação dos seus corpos em casa,  apresentam recortes sobre diferentes experiências e perspectivas causadas pelo confinamento.  No encerramento da Mostra, 20h, tem show de Aiace. Com sua doçura e expressividade, a cantora apresenta uma linguagem contemporânea, utilizando elementos da música popular brasileira, Jazz e elementos do universo Pop e Rock, mas sem esquecer as raízes ancestrais afro-baianas.  

Toda a programação é gratuita e para ficar por dentro de tudo que vai acontecer, basta seguir os perfis da instituição nas redes sociais: Instagram - @sescba | Facebook - facebook.com/sescbahia; e inscrever-se no canal Sesc Bahia no Youtube para receber a notificação das estreias de conteúdo: www.youtube.com/SescBahiaOficial.  


Comentários