A dança das cadeiras

[A dança das cadeiras  ]

FOTO: Reprodução

A seis meses da eleição municipal a ala de oposição da Câmara de Vereadores de Salvador já tem as contas de quantos parlamentares deve eleger. 

Com a federação junto ao PV e PCdoB e sem uma cabeça de chapa na disputa pela prefeitura, o PT trabalha com a certeza que não ampliará a bancada vermelha. A estratégia do partido é manter os quatro nomes que já possuem mandato na casa: Marta Rodrigues - prioridade número 1 e que deve precisar de, pelo menos, 10 mil votos para garantir sua cadeira - Luiz Carlos Suíca, Tiago Ferreira e Maria Marighella. 

Já o PV, aposta na ampliação das cadeiras, com a manutenção de André Fraga e a eleição de mais um nome. Aliás, fica a ressalva: que destino amargo do PT perder cadeiras para o partido que faz filiação nacional mas que, a nível municipal, integra a base do prefeito Bruno Reis!

Já o PCdoB quer - além da manutenção de Hélio Ferreira e Augusto Vasconcelos - o retorno de Aladilce para a Câmara Municipal. 
Correndo por fora, o PSOL pretende usar a marola do PT nessas eleições e transformar em um Tsunami ao seu favor:  sair de um, para três mandatos, com Tâmara Azevedo, Hamilton Assis e a mandata coletiva “Pretas por Salvador”.

Mudanças que vem por ai! 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Com mais de 500 anos de tradição, saiba por que o Brasil possui uma história única no cultivo de vinhos! ]

Sommelière explica a importância da história dos vinhos de mesa para a cultura nacional, e indica rótulos para celebrar os vinhos brasileiros

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!