Alcolumbre suspeita de que celular foi hackeado após votação de PL das Fake News

Presidente do Senado relatou que aparelho apareceu mensagens como 'iPhone morto'

[Alcolumbre suspeita de que celular foi hackeado após votação de PL das Fake News]

FOTO: Reprodução/ Agência Brasil

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), suspeita de que teve o celular hackeado depois da votação a favor do projeto de lei das fake news, que foi criticada por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro e empresas digitais, e pediu uma investigação da Polícia Legislativa da Casa. 

Alcolumbre foi cobrado por não ter atendido ligações e pediu desculpas após relatar a "pane". "Eu acho, eu desconfio que foi em função da nossa votação aqui da fake news. Desde aquele dia, apareceram alguns problemas", declarou o presidente da Casa.

Na sessão dessa quarta-feira (15), Alcolumbre anunciou que o celular foi invadido por mensagens estranhas, como "iPhone morto" na tela. Por causa desse problema no aparelho, o presidente decidiu entregá-lo para a Polícia Legislativa fazer uma investigação e identificar se houve hackeamento.


Comentários