Anfavea: indústria crescerá menos por conta da Argentina

Brasil deverá produzir 2,8 milhões de veículos até dezembro, um pouco menos do que o previsto

[Anfavea: indústria crescerá menos por conta da Argentina]

A Anfavea divulgou hoje, em São Paulo, os dados de mercado que apontam vendas estáveis mas projeção de sensível queda por conta das exportações, especialmente no caso da Argentina. Apesar dos números, as vendas já cresceram 10,1% em setembro quando comparada com o mesmo período de 2018. Foram 234,8 mil unidades vendidas no mercado interno no último mês. Nos nove primeiros meses deste ano 2,03 milhões de veículos foram vendidos e 337,5 mil foram exportados a partir do Brasil.

Ao Farol da Bahia, o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes disse que “setembro teve ajuste de produção com o lançamento de modelos novos, o que motivou a queda pontual mas a crise na Argentina reduziu nossa expectativa de crescimento”. A expectiva era de fechar o ano com 2,86 milhões de unidades produzidas mas agora a Anfavea espera chegar a 2,8 milhões o que ainda significa um avanço de 9% em relação ao ano passado. 

Pouco mais de 170 mil veículos deixaram de ser vendidos na Argentina este ano, segundo a Anfavea. No total a queda da exportação chegou a 35,6% este ano. Luiz Carlos Moraes destacou que enquanto a Argentina tem vivido uma piora econômica outros países como a Colômbia tem comprado mais veículos do Brasil. "Temos novos mercados em crescimento como o México, a Colômbia que já está perto da cota, e países menores como o Peru e Chile", destacou o executivo.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Barraco: Cozinheira solta o verbo e detona Bonner e Fátima Bernardes: Falsa e grosso ]

A cozinheira  trabalhou para os dois quando eles eram casados, duas décadas atrás

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!