Anvisa diz à CPI da Covid que venda de ivermectina cresceu mais de 600% em 2020

Medicamento não teve a eficácia comprovada no tratamento para a Covid-19

[Anvisa diz à CPI da Covid que venda de ivermectina cresceu mais de 600% em 2020]

FOTO: Reprodução/Revista Oeste

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) infirmou à CPI da Covid no Senado que, no ano de 2020, a comercialização de ivermectina, antiparasitário que não teve a comprovação no tratamento contra o novo coronavírus confirmada, cresceu 623% na comparação com o ano anterior. O documento é assinado pelo secretário-executivo substituto da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos da Anvisa, Fernando de Moraes Rego.

A informação foi dada em resposta a um pedido do senador Humberto Costa (PT-PE), que pediu dados sobre a venda, nos últimos cinco anos, de medicamentos que passaram a ser alardeados, sem respaldo científico, como tratamento da Covid. De acordo com a Anvisa, em 2019 foram vendidas 7.853.050 embalagens de ivermectina. No ano passado, já no contexto da pandemia, o número saltou para 56.831.926 embalagens (623,8% a mais).

A CPI investiga se agentes públicos se aliaram a agentes privados para lucrar com a pandemia a partir da disseminação de medicamentos sem eficácia. De acordo com o vice-presidente da comissão, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), os trabalhos entram agora em uma "terceira e decisiva fase", voltada para a coleta de provas e depoimentos ligados a essa suspeita.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Babado! Xuxa perde processo e terá que indenizar Carla Zambelli]

Xuxa lançou o livro Maya, voltado para crianças e com temática LGBTI. Zambelli comentou o lançamento associando a obra à pedofilia

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!