Anvisa interrompe partida entre Brasil e Argentina por descumprimento de protocolos sanitários por argentinos

Ainda não há um posicionamento sobre eventual suspensão ou adiamento da partida

[Anvisa interrompe partida entre Brasil e Argentina por descumprimento de protocolos sanitários por argentinos]

FOTO: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) interrompeu a partida entre Brasil e Argentina, agendada para às 16h deste domingo (5), na Neo Química Arena, em São Paulo, pelo descumprimento de protocolos de saúde referentes à pandemia de Covid-19 por quatro jogadores da Seleção Argentina.

A partida foi paralisada aos 4 minutos e 50 segundos. Árbitro, jogadores e autoridades estão discutindo para tentar entrar em um consenso sobre a realização ou não da partida.

No começo da tarde, a Anvisa ainda emitiu um comunicado, apontando "risco sanitário grave, e por isso orientou às autoridades em saúde locais a determinarem a imediata quarentena dos jogadores, que estão impedidos de participar de qualquer atividade e devem ser impedidos de permanecer em território brasileiro".

De acordo com a Anvisa, os quatro jogadores declararam não ter passagem por nenhum dos quatro países com restrições nos últimos 14 dias, entre eles a Inglaterra. Os atletas chegaram ao Brasil em voo de Caracas/Venezuela com destino a Guarulhos. Entretanto, notícias não oficiais chegaram à Agência indicando supostas declarações falsas prestadas pelos viajantes.

A CBF intercedeu junto ao Governo Federal apoiado pela Conmebol e à AFA e tinha assegurado um acordo com as autoridades, tanto que os argentinos escalaram como titulares três destes quatro jogadores que vieram da Inglaterra a menos de 14 dias: o goleiro Emiliano Martínez, o zagueiro Romero e o volante Lo Celso.
 


Comentários