Sem clima de revanche, Brasil e Argentina se enfrentam neste domingo (5)

Jogo faz parte das Eliminatórias da Copa de 2022

[Sem clima de revanche, Brasil e Argentina se enfrentam neste domingo (5)]

FOTO: Lucas Figueiredo/CBF

Os vice e campeões da última Copa América, Brasil e Argentina, se enfrentam neste domingo (05), em rodada atrasada das Eliminatórias da Copa 2022. Ambos os times estão bem encaminhados para o Mundial no Qatar e negam clima de revanche. O jogo acontece na Neo Química Arena, em São Paulo, a partir das 16 horas, no horário de Brasília.

No último jogo entre as seleções, em julho, a Argentina venceu o Brasil por 1 a 0, na Copa América, e levou o título do torneio. 

Em entrevista, o atacante Gabriel Barbosa, conhecido como Gabigol, titular da seleção brasileira, negou revanche e afirmou que jogo é um novo momento.

-"Aquilo [a derrota na final da Copa América] ficou no passado. É outro momento, agora é Eliminatórias, a gente vem de mais uma vitória. Ficamos tristes pela derrota na final, mas é outro momento. É desfrutar, jogar bem e merecer a vitória.", afirmou. 

Lionel Messi, um dos principais nomes da seleção argentina, afirmou que o foco da equipe será em acumular pontos para se classificar.

"Não pensamos em alcançar-los [na tabela de classificação], mas em somar pontos, em alcançar o objetivo que é se classificar para a Copa. Não acho que seja importante a posição da classificar e sim em como chegar ao Mundial.", explicou. 

O Brasil lidera em aproveitamento nas partidas até o momento, com 100%. Com 21 pontos, a seleção tem seis a mais que a Argentina, que vem na segunda posição.

Confira a formação dos times: 

BRASIL: Weverton; Danilo, Éder Militão, Miranda (no lugar de Marquinhos, zaqueiro suspenso) e Alex Sandro; Casemiro, Bruno Guimarães (Gerson) e Lucas Paquetá; Neymar, Vinicius Júnior (Everton Ribeiro) e Gabigol. Técnico: Tite.

ARGENTINA: Emiliano Martínez, Molina (Montiel), Romero (Pezzella), Otamendi e Acuña; De Paul, Paredes e Lo Celso; Di Maria, Messi e Lautaro Martínez. Técnico: Lionel Scaloni. 


Comentários