Contratação do crédito rural em julho, primeiro mês do Plano Safra 2022/2023, recua 1%

Somatória foi de R$ 25,8 bilhões

[Contratação do crédito rural em julho, primeiro mês do Plano Safra 2022/2023, recua 1%]

FOTO: Elza Fiúza/Agência Brasil

A contratação do crédito rural em julho, primeiro mês da safra 2022/2023, teve recuo de 1% quando comparado a julho de 2021, somando R$ 25,8 bilhões. Segundo o Ministério da Agricultura, a aplicação dos recursos de custeio foi de R$ 22,2 bilhões, alta de 38%. A procura por recursos para comercialização diminuiu ainda mais, 43%, para R$ 982 milhões, e para industrialização caiu 47%, a R$ 1 bilhão. 

De acordo com a SPA, as contratações de crédito de investimento no primeiro mês do ano agrícola 2022/23 foram atípicas, em decorrência de a liberação dessas operações, realizadas com recursos equalizáveis, ter ocorrido somente a partir do último dia 19, quando foi publicada a Portaria ME Nº 6.454, que autorizou o pagamento de equalização de taxas de juros. 

O Plano Safra 2022/2023 conta com R$ 340,9 bilhões para apoiar a produção agropecuária nacional até junho do próximo ano. Desse total, R$ 246,3 bilhões são destinados ao custeio e comercialização. Outros R$ 94,6 bilhões são para investimentos. Os recursos com juros controlados somam R$ 195,7 bilhões e com juros livres, R$ 145,2 bilhões.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!