Covid-19: estudo aponta que subvariantes da Ômicron podem escapar de anticorpos de vacinas

Centro Europeu estima que novas cepas devem dominar o EUA nas próximas semanas

[Covid-19: estudo aponta que subvariantes da Ômicron podem escapar de anticorpos de vacinas]

FOTO: Agência Brasil/NIAID

As subvariantes BA.4 e BA.5 do coronavírus conseguem escapar dos anticorpos de pessoas que tiveram infecção anterior por Covid-19 e aquelas que já receberam a dose reforço da vacina. Essa é a conclusão do estudo divulgado pelos pesquisadores da Escola de Medicina de Harvard. 

Mas, apesar da descoberta, a vacinação contra a Covid-19 ainda fornece proteção contra as formas graves da doença. Segundo o estudo, os fabricantes de imunizantes já estão trabalhando na atualização de vacinas contra as variantes. 

“Observamos reduções de 3 vezes nos níveis de anticorpos neutralizantes contra BA.4 e BA.5 em comparação com BA.1 e BA.2, que já são substancialmente menores do que as cepas originais da Covid-19”, disse à CNN o Dr. Dan Barouch, autor do artigo e diretor do Centro de Pesquisa de Virologia e Vacinas do centro médico.

De acordo com ele, as novas subvariantes serão capazes de causar surtos mesmo em populações altamente imunizadas, no entanto, a vacinação ainda vai fornecer proteção contra a forma agravada da doença.  

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) estima que 94,7% da população do país com 16 anos ou mais têm anticorpos contra o novo coronavírus devido à vacinação, infecção ou ambos.

Mas, as subvariantes BA.4 e BA.5 causaram cerca de 35% das novas infecções por Covid-19 nos Estados Unidos na semana passada, acima dos 29% da semana anterior, de acordo com dados compartilhados pelo CDC.

O Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças estima que as novas cepas devem dominar a transmissão nos EUA, Reino Unido e o resto da Europa nas próximas semanas.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!