Defesa de Robinho envia novo recurso ao STF por liberdade

Segundo advogados, prisão de ex-jogador no Brasil é ilegal enquanto não houver homologação total da sentença no país

[Defesa de Robinho envia novo recurso ao STF por liberdade]

FOTO: Ricardo Saibun/Santos FC

A defesa do ex-jogador Robinho, que foi condenado na Itália por estupro e está preso no Brasil, vão entrar com recurso pedido sua liberdade no Supremo Tribunal Federal (STJ). Para a defesa, Robinho deve permanecer em liberdade enquanto os recursos contra a decisão do STJ sejam analisados.

A corte determinou que Robinho cumpra os nove anos de pena no Brasil. No entanto, os advogados rechaçam a decisão do ministro Luiz Fux, que determinou a prisão para o início do cumprimento de pena e negou o habeas corpus enviado pela defesa.

Por ainda existir uma possibilidade de entrar com recurso contra a decisão do STJ, os representantes jurídicos de Robinho entendem que não há como determinar a prisão dele.

Robinho foi preso no dia 21 de março na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, após o STJ determinar que ele deveria cumprir a pena no Brasil por 9 votos a 2. Pouco tempo após a prisão, os advogados já encaminharam um pedido de suspensão, mas o recurso foi negado por Fux.

Ele foi condenado por participar do estupro de uma moça em Milão, no ano de 2013, junto com mais cinco homens em uma boate. A vítima estava inconsciente pelo grande consumo de álcool na ocasião.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Com mais de 500 anos de tradição, saiba por que o Brasil possui uma história única no cultivo de vinhos! ]

Sommelière explica a importância da história dos vinhos de mesa para a cultura nacional, e indica rótulos para celebrar os vinhos brasileiros

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!