Era uma vez na Bahia...

[Era uma vez na Bahia...]

FOTO: Casaes - ALBA

O bafafá do Consul da Guiné Bissau, mais fake do a “surpresa” de muitos diante do escândalo da venda de sentenças, ainda está MUITO longe de terminar. Por dois motivos: primeiro porque ainda existem “ligações perigosas” do dito cujo e dos envolvidos no processo, com outros personagens - inclusive políticos, vários, sempre cheios de santidade que até pouco tempo atrás, estavam defendendo o “bunito” com unhas e dentes – e, depois, porque se houve venda de sentenças é porque houve quem as comprasse... E é atrás destes "compradores" que a PF - lindamente - vai agora. Não que não seja público quem são, como sempre foi quem eram os maiores vendedores, mas agora quem cometeu o crime - sim, comprar é tão crime quanto vender - não vai ter como proteção a hipocrisia social de que, se for meu amigo, pode sim cometer o crime que quiser. Não pode não. E a PF tá ai, prendendo juiz que se achava acima do bem do mal, para provar que as coisas, enfim, vão mudar na terra de Caetano. E as mudanças ainda estão só começando, bem no comecinho...


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Inspirada nos signos do zodíaco, Marni lança nova coleção de artigos para a casa]

Como parte de seus esforços para preservar as tradições artesanais, a Marni desenvolveu os novos produtos em parceria com um grupo de artesãos colombianos

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!