Família de Yan e Bruno Barros tem reunião na Alba

Jovens foram mortos após furtarem carnes no supermercado Atakarejo, no bairro de Amaralina

[Família de Yan e Bruno Barros tem reunião na Alba]

FOTO: Arquivo pessoal

A família de Yan e Bruno Barros, mortos após os dois furtarem carnes do supermercado Atakarejo, no bairro de Amaralina, em Salvador, teve uma reunião nesta terça-feira (4) com o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Adolfo Menezes (PSD), e o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa, deputado estadual Jacó (PT).

Tio e Sobrinho tiveram os corpos encontrados na mala de um carro, na localidade da Polêmica, na capital baiana, na noite do dia 26 de abril.

Segundo a assessoria da presidência da Alba, o encontro teve a presença de Elaine Silva, mãe de Yan, Dionésia Silva, mãe de Bruno e Paula Silva dos Santos, mãe da filha de Bruno. 

Em entrevista ao G1, Elaine contou que o presidente da Alba, e o deputado estadual Jacó disseram que vão procurar soluções para o caso.

De acordo com a delegada Andréa Ribeiro, diretora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), as imagens de câmeras de segurança do supermercado estão sendo analisadas.

Familiares e amigos de Bruno e Yan Barros denunciam que os seguranças do estabelecimento entregaram os dois a traficantes do bairro do Nordeste de Amaralina depois do crime, no dia 26 de abril. Uma testemunha presenciou a situação.

Em nota, o grupo Atakadão Atakarejo informou que reitera o comprometimento com a observância dos direitos humanos e com a defesa da vida humana digna, não compactuando com qualquer tipo de violência. A empresa acrestou ainda que é séria, sólida e cumpridora das normas legais, e que possui rigorosa política, por isso não compactua com qualquer ação criminosa.

Em relação aos fatos ocorridos em 26 de abril, o grupo afirma que está colaborando integralmente com a investigação policial e já entregou todos os documentos e imagens do sistema de segurança aos órgãos competentes para o esclarecimento do caso.

A empresa também ressaltou que repudia veementemente qualquer tipo de violência e se solidariza com a família das vítimas neste momento. O grupo também afirma que aguarda o encerramento das investigações, que correm em segredo de justiça, para a elucidação do caso e espera a punição de todos os culpados.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Gucci anuncia lançamento de mais uma coleção-cápsula]

A collab é fruto da parceria maison italiana com o serviço de streaming Crunchyroll

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!