Gasolina no Nordeste fecha 1º semestre com alta de 11,7%

Combustível na região, aponta Ticket Log, registra o maior preço médio do país

[Gasolina no Nordeste fecha 1º semestre com alta de 11,7%]

FOTO: Rovena Rosa/Agência Brasil

Segundo o último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), divulgado nesta terça-feira (5), a Região Nordeste fechou o mês de junho com o litro da gasolina a R$ 7,71, a maior alta no preço em relação ao mês anterior, de 0,88%. O índice, de acordo com a pesquisa, também é a média mais cara do país.

O etanol, comercializado a R$ 6,22, apresentou uma queda de 0,14% no preço. Já o diesel comum fechou o mês a R$ 7,51; e o S-10 a R$ 7,59, com acréscimos de 2,98% e 3,22%, respectivamente, na comparação ao mês anterior.

Na análise do fechamento do primeiro semestre, a gasolina encerrou o período com alta de 11,7% no preço; o etanol com acréscimo de 10,6%; e o diesel comum e o S-10, apresentaram altas de 29,6% e 29,7%, respectivamente. 

“Entre todos os Estados brasileiros, a Bahia ainda se destaca no ranking das altas mais expressivas de todo o território nacional para a gasolina, com acréscimo de 3,20% no preço, conforme o último levantamento da Ticket Log. O Piauí segue na liderança do preço médio mais caro para esse combustível, cobrado a R$ 8,07, mesmo com um recuo de 1,19% no valor, em relação a maio. O diesel comum já está mais caro que a gasolina no Estado do Maranhão, e o S-10, também no Maranhão, em Alagoas e na Paraíba”, afirma Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

O IPTL é um índice de preços de combustíveis levantado com base nos abastecimentos realizados nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!