Mais de R$ 2,8 bilhões foram gastos na campanha eleitoral de 2020

Despesa representa uma redução ao ser comparado com 2016, quando atingiu R$ 3,5 bilhões

[Mais de R$ 2,8 bilhões foram gastos na campanha eleitoral de 2020]

FOTO: Reprodução

Candidatos a prefeito e vereador em todo o país gastaram mais de R$ 2,8 bilhões com a campanha eleitoral deste ano. Com o cumprimento de restrições em razão da pandemia de Covid-19, as despesas representam uma redução (20%) quando comparada com os gastos da campanha de 2016, quando foram utilizados cerca de R$ 3,5 bilhões. 

A soma para este ano, contudo, ainda pode sofrer alterações, já que o Tribunal Superior Eleitoral ainda processa as informações enviadas pelos candidatos, além daquele que ainda não prestaram contas à Justiça Eleitoral.  

A maior despesa contratada pelos candidatos foi com a produção de materiais impressos que representam 21% do total dos gastos. Em seguida, ficou a produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, com cerca de 9%. Os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não consideraram as despesas de campanha dos partidos, apenas as contratadas pelos candidatos.  

Neste ano, a fonte de financiamento foi o Fundo Eleitoral, que destinou mais de R$ 2 bilhões para os partidos, além de recursos do Fundo Partidário (R$ 959 milhões) e as doações de pessoas físicas. 

De acordo com informações do Painel do TSE, o partido que mais lidera a lista com despesa total de R$ 279 milhões é o MDB, seguido por PSDB (R$ 254 milhões), PSD (R$ 248 milhões) e DEM (R$ 227 milhões).


Comentários

Relacionadas

Veja Também

O Louvre alemão tem 40.000 m² e projeto arquitetônico assinado pelo italiano Franco Stella

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!