Ministério da Saúde autoriza cloroquina para tratar casos graves de coronavírus

Os casos graves de coronavírus no Brasil são, em média, 14% dos infectados

[Ministério da Saúde autoriza cloroquina para tratar casos graves de coronavírus]

FOTO: Reprodução

O Ministério da Saúde oficializou, nesta quarta-feira (25), a utilização de cloroquina/hidroxicloroquina por médicos no tratamento de pacientes internados em estado grave de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Mas, não há indicação do medicamento para pessoas que queiram se proteger ou para casos leves da doença. Os casos graves de coronavírus no Brasil são, em média, 14% dos infectados, sendo que 5% são considerados críticos. 

Também nesta quarta, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, alertou para os riscos de efeitos colaterais graves provocados pela droga, um imunomodulador receitado para casos de malária e para algumas doenças autoimunes, como o lúpus. 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, autorizou na semana passada o uso do medicamento para tratar coronavírus. Logo depois, houve uma corrida às farmácias no Brasil, o que deixou algumas delas sem estoque. 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda do remédio sem prescrição médica, para evitar a automedicação e também que pacientes que precisam da hidroxicloroquina fiquem desabastecidos.

Coronavírus

De acordo com informações do Ministério da Saúde, divulgada nesta terça-feira (23), o Brasil tem 57 mortes e 2.433 casos confirmados.  No mundo, a pandemia já provoca a morte de mais de 20 mil pessoas.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[De saco cheio da quarentena? Hotel anuncia Serviço Covid-19 com cuidados médicos]

O serviço pode incluir consultas médicas, e cuidados de enfermagem 24 horas por dia

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!