Queiroga diz que decisão do STJ sobre rol taxativo deve 'solucionar problemas'

Ministro da Saúde participou da live do presidente Bolsonaro nesta quinta (23)

[Queiroga diz que decisão do STJ sobre rol taxativo deve 'solucionar problemas']

FOTO: Reprodução/Youtube

Em transmissão ao vivo ao lado do presidente Jair Bolsonaro (PL), na noite desta quinta-feira (23), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comentou a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de reconhecer como taxativo o rol da Agência Nacional de Saúde (ANS) e afirmou que problemas "devem ser solucionados".

Queiroga aponta que a decisão "resolve um problema antigo", pois "quanto mais tratamentos, mais repasses" seriam feitos para outros clientes das operadoras de saúde. 

A decisão de taxatividade significa o rol diminui o número dos determinados tipos de tratamento que os planos de saúde são obrigados a cobrir, assim, nada que esteja fora da lista de procedimentos da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) se torna obrigatório.

A lista não contempla tratamentos como alguns tipos de quimioterapia oral e de radioterapia, e cirurgias com técnicas de robótica, próteses, entre outros.

Inflação alta

O presidente Jair Bolsonaro (PL), na transmissão, comentou também os níveis de desemprego e a inflação vivida no país entre 2014 e 2015, época que antecedeu o impeachment de Dilma Rousseff. Segundo o presidente, na época, o país vivia a chamada "inflação da corrupção". 

A inflação de 2015, segundo o presidente, foi de 10% em um período pré-pandêmico, enquanto em 2022, o país chega em 11%, com a pandemia da Covid-19.

"Imagine se tivesse aquele outro pessoal de antigamente comandando o Brasil agora com pandemia comandando nosso país", disse o presidente.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!