Representação contra Flávio Bolsonaro deve ser analisada primeiro que a do senador Chico Rodrigues

Presidente do colegiado afirmou que 'tem que ser pela ordem'

[Representação contra Flávio Bolsonaro deve ser analisada primeiro que a do senador Chico Rodrigues]

FOTO: Reprodução

A representação contra o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no Conselho de Ética do Senado, deve ser avaliada antes do caso envolvendo o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que foi flagrado na última quarta-feira (14), com mais de R$ 32 mil dentro de cueca durante operação da Polícia Federal. A informação é do presidente do colegiado, Jayme Campo (DEM-MT), ao GLOBO, onde defendeu que a apreciação deve ser feita na ordem em que as petições foram apresentadas.  

"Tem que ser pela ordem. Como é que entra uma representação ou uma denúncia contra um cidadão há três, quatro meses, e agora entra uma outra e já vai passar na frente? Tem que julgar na ordem cronológica", disse Jayme.

Campo também afirmou que apesar de seu entendimento, as tramitações dos processos ainda podem demorar porque os trabalhos só serão retomados após a volta das sessões presidenciais dos colegiados, paralisadas em razão da pandemia. 

Apresentada há cerca de oito meses, a representação contra Flávio Bolsonaro aponta suposto envolvimento com milícias no Rio de Janeiro; prática de "rachadinha"; lavagem de dinheiro; e contratação de funcionários fantasmas quando ele era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Flávio Bolsonaro nega todas as acusações. 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!