Vídeo: Bahia faz grande partida, goleia Manaus e avança para terceira fase da Copa do Brasil

Tricolor é melhor ao longo dos 90 minutos, sofre um pouco, mas garante classificação sem dificuldades

[Vídeo: Bahia faz grande partida, goleia Manaus e avança para terceira fase da Copa do Brasil]

FOTO: Felipe Oliveira/EC Bahia

O Bahia está classificado para terceira fase da Copa do Brasil. O Tricolor goleou o Manaus por 4 a 1, em confronto disputado na noite desta quarta-feira (7), no estádio de Pituaçu, em Salvador, válido pela segunda fase da competição nacional. Com resultado, Esquadrão ainda embolsa R$ 1,7 milhão com classificação e agora aguarda o sorteio para conhecer próximo adversário.

Em ritmo avassalador, o Bahia foi melhor na primeira etapa. Veloz nos contra-ataques, com bom aproveitamento nas chances que teve e bem postado defensivamente, o Tricolor abriu a vantagem cedo e manteve a postura ofensiva em busca de ampliar o placar. Porém, sofria com as subidas em velocidade do Manaus, em especial pelas laterais, onde o time amazonense conseguiu estabelecer seu jogo e chegar com perigo a meta de Douglas. Foi uma partida interessante e bem jogada entre os dois times, que dá expectativa de outros 45 minutos interessantes na segunda etapa.

Elétrico no começo do jogo, o Bahia já abriu o placar logo cedo. Com um minuto de jogo, Matheus Bahia recebeu com muito liberdade pela lateral do campo, dominou e cruzou para área, Rodriguinho se antecipou a zaga e com as travas da chuteira desviou para o fundo das redes do Manaus, abrindo o placar em Pituaçu.

A equipe amazonense tentou reagir também logo cedo. Após cruzamento para área, a bola ficou nos pés de Gabriel Davis, que chutou cruzado e exigiu que Douglas se esticasse para desviar para escanteio e evitar o empate.

Ao contrário do Manaus, o Bahia foi bem eficiente nas finalizações que teve. Com nove minutos, Gilberto prendeu a bola dentro da área e observou Thaciano livre da entrada da área, passou para o volante, que dominou e bateu forte no canto, estufando as redes do Manaus mais uma vez.

Precisando correr atrás do resultado que poderia levar as penalidades, o Manaus teve boa chance de marcar aos 23 minutos. Em jogada inteligente, Vanílson fez o giro, enganou Nino e tocou para Gabriel Davis, que bateu na saída de Douglas, mas o goleiro Tricolor conseguiu defender.

Pouco tempo depois, aos 24 minutos, após cobrança de escanteio, a bola ficou pingando na área até Conti chegar afastando de cabeça a chance perigosa no jogo.

O Tricolor controlava bem a partida, mas cometeu um deslize defensivo, que permitiu que o Manaus diminuísse o placar. Aos 35 minutos, Gilson recebeu com liberdade pelo lado esquerdo e cruzou para dentro da área, encontrando Vanilson, que livre de marcação bateu de primeira para vencer Douglas e fazer o primeiro do Manaus no jogo.

Após o Manaus diminuir o placar, o jogo ficou mais equilibrado, os dois times atacavam e se defendiam na mesma proporção. Por estar em vantagem, o Bahia diminuiu um pouco o ritmo e viu o Manaus ensaiar uma pressão, mas nada que o Tricolor não pudesse suportar até o intervalo.

Da mesma maneira que foi na primeira etapa, o Bahia começou elétrico a segunda etapa. Aos quatro minutos, Rodriguinho cobrou escanteio e o zagueiro Conti subiu sozinho, mais alto que todo mundo, para desviar a bola para o gol, ampliando o placar cedo para o Tricolor.

Aos sete minutos, o Tricolor poderia ter transformado o placar em goleada. Do meio de campo, Thaciano recebeu belo lançamento em profundidade, avançou em velocidade e finalizou para o gol, mas o goleiro Rafael Pitanga conseguiu salvar com a pontinha do pé.

Só dava Bahia na segunda etapa. Aos 14 minutos, a zaga do Manaus estava um completo buraco, então Patrick recebeu dentro da área e tocou no meio para Rossi, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes, transformando o placar em goleada.

O Manaus tentou se aproximar de diminuir mais o placar aos 17 minutos. Após cobrança de escanteio, Diego Rosa deu uma casquinha na bola e deu um certo trabalho para Douglas, que espalmou a bola.

A zaga do Bahia vacilou e o Manaus mais uma vez chegou com perigo. Aos 19 minutos, após cruzamento na área, Vanílson subiu sem marcação e testou firme para o chão, a bola quicou e passou com muito perigo por cima do travessão de Douglas.

O Tricolor realmente se acomodou com o resultado, tanto que permitiu mais uma chegada perigosa do Manaus. Aos 23 minutos, novo cruzamento para área e Vanílson desviou com o peito para fora. O atacante já havia se antecipado a Douglas, mas não conseguiu mandar a bola para rede.

Depois de muito tempo sofrendo atrás, o Bahia finalmente voltou a chegar com perigo no ataque. Aos 27 minutos, Rossi cruzou de três dedos para área, Conti subiu entre os dois zagueiros e testou no cantinho do gol de Rafael, que se esticou para jogar a bola para escanteio e evitar o quarto.

A resposta do Manaus novamente levou perigo. Aos 29 minutos, Guilherme Amorim aproveitou o vacilo de Rodriguinho e Matheus Bahia, roubou a bola na grande área e soltou uma bomba em cima de Douglas.

Poucos minutos depois, outra chance perigosa. Aos 32 minutos, Diego Rosa cruzou fechado para área, a bola bateu na trave de Douglas, e sobrou nos pés de Douglas Lima, que finalizou quase da marca do pênalti exigindo nova boa defesa do goleiro Tricolor, que desviou a bola para escanteio.

Aos 43 minutos, Matheus Bahia perdeu boa chance de marcar o quinto em finalização da entrada da área, que subiu muito por cima do gol. Pouco tempo depois, aos 44 minutos, Alesson em jogada individual, chutou cruzado e a bola bateu na trave do Manaus e foi pela linha de fundo.

Nos minutos finais o Manaus se expôs mais na defesa, o que permitiu o Bahia buscar mais o quinto gol, que não chegou até o apito final do árbitro.

Análise do Bahia na partida

Após um início de jogo promissor, o Bahia caiu um pouco de produção ao longo da primeira etapa, o que deu indícios que a partida poderia estar aberta e equilibrada. Claramente um engano. É verdade que o Manaus jogou bem, mas isso só foi possível após o Bahia abrir larga vantagem e se acomodar com o resultado. Ofensivamente, o Tricolor fez uma partida primorosa, explorando muitos bem os contra-ataques em velocidade, os laterais e principalmente os espaços do rival, enquanto ofensivamente, algumas falhas expuseram um time que estreou uma nova dupla de zaga e por isso cometeu alguns deslizes, que por sorte, não resultaram em gols. O saldo no geral foi positivo.

O Tricolor tem conseguido em casa o que sente muita dificuldade fora de casa: jogar bem. Independentemente contra quem vai encarar, o Bahia tem que estar disposto a sair mais para o jogo, a arriscar mais quando for encarar adversários mais fechados e organizados em campo. O Manaus foi um teste mediano, já que a equipe é perigosa atacando, mas bastante frágil quando defende. Não serve como parâmetro, mas demonstra que os comandados de Dado Cavalcanti tem muito mais a entregar na temporada, apesar de ainda carecer de reforços.

Confira os gols do Bahia na primeira etapa:


Comentários

Relacionadas

Veja Também

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!