Vitória perde mais uma vez para o Fortaleza e é eliminado da Copa do Brasil

Rubro-Negro não consegue tirar desvantagem do Leão do Pici e cai na terceira fase

[Vitória perde mais uma vez para o Fortaleza e é eliminado da Copa do Brasil]

FOTO: Reprodução/Redes Sociais

O Vitória perdeu para o Fortaleza por 1 a 0, em confronto disputado na noite desta quinta-feira (12), no estádio do Barradão, em Salvador, válido pela terceira fase da Copa do Brasil. Com resultado, o time baiano, que precisava vencer por quatro gols de diferença, foi eliminado da competição. Já o time cearense avançou para oitavas de finais, e conhecerá o próximo adversário em sorteio.

O confronto não teve muitos momentos atrativos na primeira etapa. Primeiro o Vitória teve bastante dificuldade para achar espaços na organizada e bem postada defesa do Fortaleza, mesmo que tenha tido algumas poucas chances casuais. Já o Leão do Pici tinha mais posse de bola, mas criou pouco e pela falta de objetividade não conseguiu criar oportunidades de perigo para o gol de Lucas Arcanjo.

A primeira boa chance da partida só veio acontecer aos 35 minutos. Em contra-ataque, Luidy recebeu na entrada da área, segurou a posse de bola e finalizou buscando o ângulo, mas viu a bola sair pela linha de fundo.

O momento mais importante e que poderia ter dado vantagem ao Vitória na partida aconteceu aos 41 minutos. Titi ficou caído após divida com Roberto, que aproveitou e seguiu para área com a posse de bola, depois tocou para Eduardo, que bateu mal, pela linha de fundo e desperdiçou uma boa chance.

Sem mais nada que pudesse tornar a partida atrativa, o árbitro encerrou a primeira etapa com empate sem gols.

O Vitória, que já havia criado as boas chances dos primeiros 45 minutos, pareceu disposto a ao menos marcar algum gol no Fortaleza.

Aos 14 minutos, Roberto recebeu passe e bateu cruzado para o gol, parando na defesa de Marcelo Boeck, que espalmou para fora.

Roberto parecia com vontade mesmo de marcar seu gol. Aos 15 minutos, o atacante bateu mais uma vez colocado e a bola bateu no travessão. Chegou perto de abrir o placar.

As oportunidades criadas por Roberto foram o mais perto do que o jogo chegou de ter emoção na segunda etapa. Assim como foi na primeira, muitos passes trocados para ambos os lados, mas sem objetividade, o que tornou a partida sonolenta e pouco atrativa. Porém, o momento importante do jogo ainda estava por vir.

Já nos acréscimos, aos 47 minutos, Robson mandou para Depietri dentro da área, que bateu cruzado para o gol e Yago Pikachu desviou no meio do caminho, para estufar as redes de Lucas Arcanjo e dar números finais ao triunfo, que foi consolidado após o apito final do árbitro.

Análise do Vitória na partida:

O Leão bem que tentou, mas não foi páreo para superar uma equipe mais preparada, mais organizada e melhor tecnicamente. Talvez se não tivesse jogado fora o jogo de ida, o Rubro-Negro poderia até ter tido uma boa chance de seguir para as oitavas. Afinal, teve boas oportunidades de sair vitorioso, mas as costumeiras e frequentes falhas defensivas acarretaram em mais uma derrota.

Para o torcedor fica aquela boa impressão de que o time pode render mais, apesar das claras e evidentes deficiências técnicas. O Vitória foi uma equipe que apesar das suas limitações foi organizada defensivamente, praticamente não permitiu que o Fortaleza jogasse (apesar do erro no fim), e se não fosse a falta de pontaria ou o goleiro Marcelo Boeck, poderia ao menos ter encurtado a vantagem. Se com time de Série A o time teve essa postura, é difícil repetir o mesmo contra um da C? Não parece, falta demonstrar.


Comentários