Vitória perde para o Brasil de Pelotas fora de casa e se afunda no Z-4 da Série B

Rubro-Negro chega a sétima partida sem saber o que é vencer

[Vitória perde para o Brasil de Pelotas fora de casa e se afunda no Z-4 da Série B]

FOTO: Carlos Insaurriaga/GEB

O Vitória chegou a sétima partida sem vencer. Na manhã deste sábado (17), o Rubro-Negro foi derrotado pelo Brasil de Pelotas por 1 a 0, em confronto disputado no estádio Bento Freitas, no Rio Grande do Sul, válido pela 12ª rodada da Série B. Com resultado, Rubro-Negro caiu para 18ª posição, com oito pontos, enquanto Xavante chega aos 15º lugar, com onze pontos. Ponte Preta e Londrina ainda jogam na rodada, e os dois times estão em 19º, com nove pontos, e 20º, com sete, respectivamente, ou seja, o Vitória ainda corre o risco de terminar a rodada na lanterna em caso de triunfo das duas equipes. 

Durante a primeira etapa o que se viu foi uma leve superioridade do Brasil de Pelotas no jogo. Com mais posse de bola e sendo quem mais explorava os setores do campo no campo de ataque, o time gaúcho mereceu ter saído com resultado positivo provisório na primeira etapa. Já o Vitória era uma mescla de passes errados e inofensividade ofensiva, o que serviu para traduzir a atuação ruim e apática na partida. Sem fazer qualquer tipo de esforço, o Xavante controlou a partida sobre o Rubro-Negro.

Aos cinco minutos e meio aconteceu a primeira boa oportunidade do jogo, em bela cobrança de falta, Neto bateu por cima da barreira e quase marcou um golaço. A bola foi um pouco acima do travessão e saiu pela linha de fundo.

Ao longo da partida, o Brasil de Pelotas seguia pressionando o Vitória no campo de defesa, porém, sempre se equivocando no passe final mais próximo a área. O Rubro-Negro 

Com 30 minutos de jogo, finalmente veio o lance decisivo do jogo. Após cobrança de escanteio para dentro da área, a zaga do Vitória afastou mal e sobrou para Vidal, que com muito espaço dentro da área, dominou, bateu para o gol, a bola desviou na zaga Rubro-Negra e foi para o fundo das redes, abrindo o placar para o Brasil de Pelotas na partida. Foi a última boa oportunidade dos primeiros 45 minutos de partida.

No retorno da primeira etapa, o Vitória já desperdiçou uma oportunidade impressionante de empatar o jogo. Da entrada da área, David deu belo passe para Pedrinho, que livre dentro da área, de cara com o goleiro, bateu torto na bola e mandou a bola pela linha de fundo. 

Aparentemente, o Vitória teve uma melhora considerável na partida. Aos oito minutos, Eduardo levantou a bola na área em cobrança de falta, Matheus Nogueira saiu mal do gol e o zagueiro Mateus Moraes cabeceou na trave. Quase o gol do Leão.

Com o decorrer do confronto, também veio a monotonia. Os dois times eram muitos passes trocados sem objetividade enquanto o tempo passava. A partida só ganhou um pitaco de emoção nos últimos 45 minutos.

Aos 40 minutos, o Brasil de Pelotas teve nos pés a oportunidade para matar o jogo. Em contra-ataque em velocidade, Jarro disparou com a bola, deu uma caneta em Bruno Siles e fez o lançamento para Ramon. O atacante entrou na área e finalizou rasteiro, mas fraco, facilitando a defesa de Ronaldo.

Nos minutos finais, o jogo ficou um verdadeiro ataque contra defesa. Com o Vitória assumindo uma postura ofensiva diante do Brasil, o confronto ficou aberto e sob expectativa do que poderia ter acontecido até o fim do jogo, mas não teve nada que chamasse atenção ou mudasse o roteiro da partida. O jogo terminou em confusão entre os jogadores das duas partidas, mas com triunfo do time gaúcho.

Análise do Vitória na partida

Uma situação agravante e crítica a que o Vitória se encontra. Neste sábado, o time fez mais uma partida preguiçosa, com alguns raros lances de perigo na partida. Durante a primeira etapa, o time definitivamente não entrou em campo e foi engolido, com facilidade, pelo Brasil de Pelotas no jogo. Recuado no campo de defesa, o Rubro-Negro se acovardou e chamou o time gaúcho para o campo defensivo a todo momento. Já durante a segunda etapa, até houve uma pequena melhora na atuação nos minutos iniciais, mas o que se viu ao longo do jogo, foi uma aceitação do resultado por parte dos baianos, que não fizeram nada para alterar o placar.

Como tudo que está ruim ainda pode piorar, de quebra, o Vitória ainda pode terminar a rodada na lanterna de zona de rebaixamento, que se for levar em consideração a atuação da equipe ao longo das últimas SETE partidas sem vencer, não é nenhuma novidade. O Rubro-Negro é um dos times que disputa o pior futebol da segundona.

Com um elenco fraquíssimo, técnico sem experiência e presidente inapto, o torcedor do Vitória segue sem ver horizontes mais claros na frente. Mudanças desde a presidência precisam ser feitas o quanto antes para que o pior não aconteça no fim do ano. Ainda não é tarde demais para mudanças. Abre o olho, Leão.

 


Comentários