Após invasão na fronteira, exército paraguaio reforça trechos com arame farpado

Moradores aproveitaram falha na vigilância e atravessaram linha internacional

[Após invasão na fronteira, exército paraguaio reforça trechos com arame farpado]

FOTO: Reprodução/TV Morena

O Exército do Paraguai reforçou a segurança na fronteira com o Brasil nesta terça-feira (15), voltou a passar arame farpado em trechos que o material foi cortado, depois que, no fim de semana, moradores aproveitaram que havia menos militares na linha internacional, entre Pedro Juan Caballero e Ponta Porã, e atravessaram de um país para o outro.

Há seis meses o governo paraguaio proíbe a entrada de estrangeiros e saída de moradores, por conta da pandemia de Covid-19. Os moradores, insatisfeitos com a determinação, retiraram os obstáculos da fronteira, enquanto militares, designados para a vigilância da linha internacional, participavam de uma operação de regaste do ex vice-presidente do Paraguai, Oscár Sanchez, sequestrado no dia 9, e desaparecido até o momento. 

Até esta terça-feira (15), o Paraguai registra 28.367 casos de Covid-19, 14.814 recuperados e 539 mortes. Entre 1º e 14 de setembro, o país registrou 10.705 novos casos.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Com nove metros quadrados de altura, maior fonte de chocolate no mundo é inaugurada na Suíça]

O interior do museu é formado por escadas em espiral, pilares cilíndricos e varandas curvilíneas que lembram os bombons tradicionais da Lindt

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!