Barroso afirma que TSE fará parceria com redes sociais para combater "fake news" nas eleições

Objetivo da colaboração é fiscalizar de forma preventiva

[Barroso afirma que TSE fará parceria com redes sociais para combater

FOTO: Reprodução/Guarulhos Online

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, afirmou na neste domingo (27) em entrevista à GloboNews que a Corte firmou parceria com as principais redes sociais para combater a disseminação de informações falsas nas eleições. 

Segundo Barroso, a parceria envolve WhatsApp, Twitter, Facebook, Instagram, Google e TikTok. Barroso afirma que as companhias se comprometeram com o desenvolvimento de ferramentas de monitoramento de páginas e perfis com comportamentos "inautênticos e coordenados".

"Claro que nós iremos reprimir os casos de fake news que possam ser reprimidos judicialmente. Mas nós estamos fazendo um pouco diferente. Nós estamos tendo uma atuação preventiva intensa para tanto minimizar a ocorrência de fake news, quanto para procurar neutralizar a ocorrência de fake news", afirmou.

Ainda de acordo com o ministro, o tribunal pretende tornar os casos de remoção de postagens com informações falsas por decisão judicial uma exceção, e focar na prevenção. Assim, afirmou, as ferramentas a ser desenvolvidas pelas redes sociais trabalharão na remoção de perfis falsos, uso indevido de robôs e de impulsionamento ilegal de conteúdo.


Comentários