Infraestrutura em escolas

Confira o editorial desta sexta-feira (14)

[Infraestrutura em escolas]

FOTO: Divulgação

Pedir mais investimento em infraestrutura nas escolas às vezes soa como assunto cansativo, repetitivo ou até mesmo exaurido. É óbvio que a realidade, escancarada a olho nu, prova que o tema é, infelizmente, urgente e pertinente em todas as esferas da sociedade. A educação pública carece – e muito – de significativas mudanças e, sem exagero, chega ao ponto de demandar a demolição e reconstrução de novas unidades por diversos cantos do Brasil. 

O assunto foi novamente pontuado ontem, mas de forma tímida e rasteira, pelo senador Izalci Lucas (PSDB) durante sessão em Plenário. O parlamentar registrou a inauguração da escola JK, em Ceilândia (DF), realizada ainda na manhã de quinta-feira (13). Ele explicou que a escola foi construída em troca de uma compensação ambiental. 

É assustador o número levantado pelo senador: são mais de 3 mil escolas pelo país com mais de 50% de construções abandonadas, e que precisam ser concluídas.

Uma matemática pertinente ao caso, e que bem pode ser levada a cabo pelo governo, é somar a esta constatação o número de escolas com salas ou ambientes em condições rudimentares e que estão inutilizadas por oferecer perigo, seja por risco de algo cair, sem teto ou mesmo, sem mesas ou cadeiras – sim, isso é tudo parte da realidade da educação no Brasil. 

Obras em infraestrutura nas escolas estão longe de ser a única solução para o tão esperado salto de qualidade no ensino nacional, no entanto, é um ponto de partida ao estímulo para a comunidade escolar. Ambientes saudáveis, novos e equipados, oxigenam ânimos e ideias. Escola é com o lar, precisa acolher.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Exagerou no Carnaval? Saiba como voltar pro foco]

Para ajudar no detox Pós-Carnaval, Mundo Verde dá dicas de como preparar Smoothie verde e Quinoa crocante com grão de bico  

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!