Líderes indígenas do sul da BA denunciam falta de máscaras e álcool em gel

Cerca de 19.300 convivem com a preocupação de serem infectados pelo coronavírus

[Líderes indígenas do sul da BA denunciam falta de máscaras e álcool em gel ]

FOTO: Reprodução/TV Bahia

Os líderes indígenas de Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro, cidades que ficam no sul da Bahia, denunciam falta de máscaras e álcool em gel, medidas restritivas contra o coronavírus. Nas aldeias de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, segundo o cacique Zeca Pataxó, cerca de 19.300 convivem com a preocupação de serem infectados.

As aldeias da Jaqueira e Nova Coroa continuam fechadas para a visitação de turistas. A única que foi aberta foi a "Coroa Vermelha", maior aldeia urbana do país.

"Nós vivemos numa aldeia turística e muitos trazem ou levam a contaminação (...) É muito triste, estamos esquecidos do poder público. Fizemos campanhas na internet, mas não foram suficientes e precisamos de ajuda, precisamos de mascaras até para distribuir para os turistas", disse a liderança indígena de Coroa Vermelha, Ubiranan Pataxó à TV Bahia. 

O Conselho Regional dos Caciques informou que levou as denúncias para o Ministério Publico Federal (MPF), Ministério da Saúde e à presidência da república.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Viva! Glória Menezes e Tarcísio Meira são vacinados contra a Covid-19]

Os atores são casados há mais de 60 anos e são pais do também ator Tarcísio Filho

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!