Redução do intervalo entre doses da Pfizer começa a valer a partir desta quarta (15)

O objetivo é frear os casos da variante Delta do novo coronavírus

[Redução do intervalo entre doses da Pfizer começa a valer a partir desta quarta (15)]

FOTO: Reprodução/G1

A redução de intervalo entre as doses da vacina da Pfizer começa a valer a partir desta quarta-feira (15), como afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta segunda-feira (13). Agora, o intervalo de aplicação entre a primeira e a segunda dose da Pfizer cai dos atuais 90 dias para 21 dias. 

O objetivo da redução do prazo é frear os casos da variante Delta do novo coronavírus, mais contagiosa que as variantes anteriores.

 “A partir do dia 15 só. Era doze semanas, agora serão oito semanas. Então, a partir do dia 15 há como assegurar vacinas para isso. Se, por ventura, a AstraZeneca, por conta de questões operacionais faltar, eventualmente, pode se usar a intercambialidade. Agora, o critério não pode ser ‘faltou um dia já troca’, senão a gente não consegue avançar”, disse o ministro.

A vacina da Pfizer que é aplicada no Brasil desde maio, teve o intervalo ampliado para 90 dias devido a baixa oferta inicial do imunizante. Nos últimos meses, o fornecimento foi regularizado, fazendo com que houvesse um encolhimento do intervalo para o prazo determinado pelo fabricante.


Comentários