Comparativo: nova Spin 2025 ou C3 Aircross (qual é o mais equipado e barato?)

Minivans travam novo duelo entre produtos novos ou renovados

O segmento das minivans segue vivo de olho no público familiar que precisa levar sete pessoas e não quer (ou não pode comprar) um SUV. E agora a Chevrolet e a Citroën travam uma batalha por esse consumidor.

De um lado a Stellantis está de olho em um nicho crescente de pessoas de gerações que convivem juntas, ou nos taxistas, motoristas de aplicativo e outros. É justamente neste nicho que a GM nada de braçada desde 2012. 

 

Novidades em dois produtos  

A Chevrolet anunciou a Spin 2025 em quatro versões com nomenclaturas já conhecidas: LT MT6, LT AT6, LTZ AT6 e Premier AT6 enquanto a Activ deixa de ser oferecida. A Spin ganhou mais itens de série especialmente segurança e entretenimento e o tradicional motor 1.8 aspirado. 

Esse carro enfrenta a concorrência da Citroën que lançou ano passado do C3 Aircross. A ideia de um carro amplo por dentro e compacto por fora sem ser um  SUV é justamente a ideia da Stellantis. São 3 versões: Feel turbo, Feel Pack turbo e Shine Turbo a novidade da Citroën vem sempre com motor 1.0 turbo T200.

Comparamos aqui as principais versões dos dois produtos nas versões 7 lugares. No entanto tiramos da lista a versão de entrada da Spin (LT MT6) pois com câmbio manual seria inviável comparar com a versão de entrada do C3 Aircross que já é automática. 

 

Versões de entrada C3 Aircross e Spin: Feel ou LT?

A versão de entrada do Citroën C3 tem quatro airbags, ar-condicionado, direção elétrica com ajuste de altura, DRL com LED e faróis halógenos, multimídia de 10 polegadas com espelhamento sem fio de celulares, seis alto-falantes, controles de som no volante, assistente de partida em rampa e monitoramento de pressão de pneus, rodas aro 16 com calotas, duplo airbag e freios ABS, além de chave com alarme. 

Já a Spin traz seis airbags, faróis e lanternas de LED, câmera de ré digital, painel digital de 8 polegadas, multimídia MyLink de 11 polegadas, OnStar com Wi-Fi, OTA e App, duas fileiras com bancos corrediços e rodas de 15 polegadas também com calotas. 

Parece que o C3 Aircross é mais equipado porém a Spin traz seis airbags, faróis em LED, multimídia maior e atualização remota de sistema via OTA, uma clara vantagem. 

C3 Aircross Feel Pack: R$ 117,9 mil

Spin LT AT6: R$ 126,9 mil 

 

Versões intermediárias: Feel Pack ou LTZ?

A versão intermediária do C3 Aircross aposta no visual e nas rodas rodas de 17 polegadas diamantadas, teto bitom, câmera de ré, acabamento traseiro e grade com acabamento em preto brilhante, limitador e regulador de velocidade, faróis de neblina, skid plate cinza dianteiro e traseiro e volante, assim como os bancos em couro sintético.

Já a Spin LTZ que já traz piloto automático e limitador no modelo de entrada enquanto no Citroën esse item só aparece na Feel Pack. Traz ainda volante com revestimento premium, bancos com revestimento híbrido, ar-condicionado digital, partida por botão, sensor de chuva, sensor crepuscular, sensor de estacionamento, computador de bordo e rodas de 16 polegadas de alumínio.

Citroën C3 Feel Pack: R$ 127,9 mil

Chevrolet Spin LTZ A6: R$ 137,9 mil 

 

E nos modelos mais caros: Shine ou Premier?

O Citroën C3 Aircross adiciona na versão topo as 2 portas USB de recarga rápida para a terceira fileira, Rodas de liga-leve de 17” e pneus 215/60, faróis de neblina, câmera de ré Bancos e volante com forração premium além do controlador de velocidade com limitador, skid plate e acabamento exclusivo. 

Já a Spin Premier adiciona nesta versão o alerta de colisão, alerta de saída de faixa, alerta de ponto cego, frenagem automática de emergência, indicador de distância do carro à frente, carregador por indução, bancos com revestimento premium, grade frontal com detalhes em cromados, rodas com acabamento usinado e rack de teto preto.

Citroën C3 Aircross Shine: R$ 136,5 mil

Chevrolet Spin Premier: R$ 144,9 mil 

 

Motor turbo ou aspirado

No Citroën C3 o motor é o T200 turbo 1,0 litro com 125/130cv e 20kgfm de torque combinado com câmbio CVT que simula sete marchas. Já a GM equipa a Spin com o motor 1.8 aspirado SPE/4 ECO, que entrega até 111 cv com torque de 17,7 kgfm. Oportunamente vamos avaliar frente a frente os dois veículos e tratar de desempenho, dimensões entre outros quesitos. 

Qual deles você levaria para casa?

Embora tenham a mesma proposta e o Citroën C3 seja um projeto mais novo que o do Chevrolet Spin, a GM parece ter caprichado nos itens de série a bordo da sua veterana minivan. Recheou a Spin com sete airbags, nova tela multimídia maior, painel e porta objetos mas não investiu quase nada na motorização com um propulsor bem antigo com 111cv.

A Spin é mais equipada em todas as versões comparada com o C3 Aircross e disso não há dúvida. No entanto, tecnologia tem seu preço e a Spin fica quase R$ 10 mil mais cara em cada uma das versões comparadas. O Citroën C3 Aircross é muito mais simples no acabamento, multimídia e itens de série mas tem como trunfo o motor T200 de 130cv e 20kgfm de torque que é um ponto a favor. Quem quer comodidade é segurança vai de Spin e quem quer desempenho e mais espaço interno vai de C3 Aircross. 


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Com mais de 500 anos de tradição, saiba por que o Brasil possui uma história única no cultivo de vinhos! ]

Sommelière explica a importância da história dos vinhos de mesa para a cultura nacional, e indica rótulos para celebrar os vinhos brasileiros

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!