Compreensão da capacidade representativa

Confira o nosso editorial deste sábado (23)

[Compreensão da capacidade representativa ]

FOTO: Reprodução

O Dia Nacional de Educação de Surdos é comemorado em 23 de abril. A data é sobre conscientizar as dificuldades e valorizar as conquistas dos educadores com as pessoas surdas e a inclusão das mesmas no ensino regular.

No Brasil, os surdos só começaram a ter acesso à educação durante o Império, no governo de Dom Pedro II, com o advento da primeira escola de educação de meninos surdos, em 26 de setembro de 1857, na antiga capital do país, o Rio de Janeiro.

A linguagem de sinais foi implementada no Brasil em 1856, pelo francês Eduard Huet. Surdo, que veio ao país a convite do imperador para fundar a Imperial Instituto de Surdos Mudos. A escola existe até hoje com o nome de Instituto Nacional da Educação de Surdos.

Atualmente, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 9,8 milhões de brasileiros apresentam alguma deficiência auditiva. Este número representa quase 4,7% da população nacional.

A educação no país é feita através das Libras, que é uma linguagem realizada por gestos das mãos e expressões corporais e faciais.

Oficialmente a linguagem foi reconhecida em 2002, por sanção da Lei 10.436, como um meio legal de comunicação e expressão no país.

Em 2005, um decreto presidencial incluiu as Libras como disciplina curricular obrigatória nos cursos de formação de professores, a nível médio e superior. O decreto também integra a obrigatoriedade da matéria de Libras no curso de licenciatura de Letras.

Com a lei e o decreto, a inclusão dos surdos nas escolas comuns está cada vez mais vertente e por consequência disso, o envolvimento social destas pessoas em ambientes de trabalho também aumentou muito no Brasil.

A defesa do bilinguismo passa pela compreensão da capacidade representativa de Libras para as pessoas com perda auditiva, uma vez que significa uma forma de comunicação que funcional como pré-requisito para outras aprendizagens.


Comentários

Relacionadas

Veja Também

[Cirurgia estética vaginal: conheça as opções de procedimentos e indicações! ]

Segundo dados divulgados pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética, o Brasil é o país campeão em cirurgias íntimas

Fique Informado!!

Deixe seu email para receber as últimas notícia do dia!